Quinta, 21 de Fevereiro de 2019

O Repórter

Atletas formados no Flamengo lamentam tragédia ocorrida em CT

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Redação... - 08 de fevereiro de 2019 às 14:00

RIO (Agência Brasil) - Jogadores que se formaram na base do Flamengo usaram as redes sociais na manhã de hoje (8) para manifestar tristeza e prestar solidariedade às famílias das vítimas do incêndio que atingiu o Centro de Treinamento do Clube, em Vargem Grande, na zona oeste do Rio de Janeiro. A tragédia deixou 10 pessoas mortas e três feridas. Entre os que sobreviveram, o jovem atleta Jonathan Cruz Ventura, de 15 anos, teve entre 30% a 35% do corpo atingido por queimaduras de terceiro grau.

Atualmente no Milan, Lucas Paquetá disse que a tristeza que a notícia traz é "intensa". "Passei 12 anos da minha vida vivenciando esse ambiente, o desejo de se tornar um garoto do ninho, sonhos e objetivos interrompidos por uma tragédia que não tem como acreditar! Desejo muita força aos familiares e amigos, que Deus possa confortar o coração de cada um!"

Jogador do Real Madrid, Vinicius Jr. também comentou a tragédia no Twitter. "Só de lembrar as noites e dias que passei no CT, é de arrepiar. Ainda sem acreditar, mas em oração por todos! Que Deus abençoe a família de cada um!"

Outro atleta que se formou no centro de treinamento rubro-negro foi Felipe Vizeu, que hoje é do Grêmio. O atleta se emocionou ao falar do incêndio na entrevista coletiva de imprensa realizada após seu treinamento desta manhã.

"Sei do sonho que a gente tem, de um menino chegar aos profissionais, realizar o sonho, ficar longe dos familiares. Não conseguir realizar um sonho, quando você tenta e não consegue, sempre tem a frustração, mas ser interrompido é difícil", disse. "O que desejo para as famílias é muita força. Sabemos a dificuldade que é perder um ente querido e principalmente um filho em busca de seu sonho. Para falar é complicado, porque é um momento de muita tristeza para nós. Não é só o clube, é o futebol".

Um dos destaques do elenco principal do Flamengo, Diego também lamentou no Twitter com a hashtag #ForçaFlamengo.

"De luto e chorando com os que choram com a dor dessa tragédia. Que Deus conforte e fortaleça cada pessoa envolvida".

Atleta do Flamengo durante 10 anos, Leo Moura disse que a "tragédia devasta o coração de qualquer um". "Triste demais ver vidas serem perdidas e sonhos serem despedaçados desta forma. Minha solidariedade às famílias, aos milhões de torcedores e ao Flamengo".

O presidente do Flamengo, Rodolfo Landin, disse que este é pior momento da história do clube. “É certamente a maior tragédia que este clube passou nos seus 123 anos”.

Landin declarou que o clube “não medirá esforços para minimizar a dor e o sofrimento das famílias”.

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: