Sexta, 16 de Novembro de 2018

O Repórter

Erdogan acusa sauditas pela morte de Khashoggi

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Redação... - 02 de novembro de 2018 às 20:00

ANCARA, TUR (OREPORTER.COM*) - O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, acusou membros do governo da Arábia Saudita de terem matado o jornalista Jamal Khashoggi. Para o governante, a ordem para matar "veio dos mais altos níveis do governo saudita", conforme um artigo publicado no jornal Washington Post.

"Sabemos que os autores se encontram entre os 18 suspeitos detidos na Arábia Saudita. Também sabemos que essas pessoas vieram cumprir ordens: matar Khashoggi e partir. Finalmente, sabemos que a ordem de matar Khashoggi veio dos mais altos níveis do governo saudita", escreveu.

Para Erdogan, a Arábia Saudita precisa responder diversas perguntas sobre o acontecido. No entanto, ele ressaltou que a ordem para matar o jornalista tenha partido do rei Salman.

O mandatário turco destacou que a relação entre o país e Arábia Saudita permanece. No entanto, ele disse que isso "não significa que vamos fechar os olhos para o assassinato premeditado". Ele ainda criticou a investigação saudita ao dizer que há "esforços de certos oficiais" para que o crime seja encoberto.

Opostor do governo saudita, Khashoggi foi morto no dia 2 de outubro. Ele estava dentro do consulado da Arábia Saudita em Istambul, para buscar os papéis para seu casamento com uma turca. O jornalista escrevia para o Washington Post.

Segundo Yasin Aktay, assessor de Erdogan no partido AKP, o corpo do jornalista foi desmembrado e dissolvido em ácido. (*com agências internacionais)

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: