Segunda, 23 de Julho de 2018

O Repórter

Fachada do Pateo do Collegio, marco zero de São Paulo, é pichada

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Redação... - 10 de abril de 2018 às 15:13
Rovena Rosa/Agência Brasil
Marco histórico e turístico de São Paulo, o prédio do Pateo do Collegio, no centro da capital paulista, amanheceu com a sua fachada pichada

SÃO PAULO (Agência Brasil) - A fachada do Pateo do Collegio, edifício que reproduz a escola jesuíta que é o marco zero da cidade de São Paulo, amanheceu pichada hoje (10). Foi escrito em letras vermelhas “olhai por nois” [sic]. Durante a noite, o local concentra uma grande quantidade de pessoas em situação de rua para dormir e também receber refeições de grupos que fazem caridade.

Segundo o prefeito regional da Sé, Eduardo Odloak, a pichação foi feita durante a madrugada, por duas pessoas, exatamente à 1h24, conforme registrado pelas câmeras de segurança. Os pichadores levaram apenas um minuto e meio, de acordo com Odloak para concluir a intervenção, provalemente com o uso de extintores ou um compressor. “Uma ação relâmpago”, enfatizou.

No final da manhã, a prefeitura levou um caminhão-pipa para lavar a calçada em frente ao edifício que também foi manchada pela tinta. “A parede provavelmente vai ter que ser lixada”, acrescentou o prefeito regional sobre as providências que terão de ser tomadas para recuperar a fachada.

O diretor do Pateo do Collegio, padre Carlos Alberto Contieri, disse que o custo de recuperação da fachada ainda não foi estimado. “Os danos são grandes, vai precisar recuperar toda a fachada, em toda a sua extensão, de alto a baixo. Não é uma recuperação fácil, porque atingiu não só a tinta, mas os azulejos, os vidros e as esquadrias de madeira das janelas”, detalhou.

O religioso ressaltou que esta é a primeira vez que a instituição é alvo desse tipo de ação. “É surpreendente para nós”, enfatizou.

O complexo histórico do Pateo do Collegio pertence à Companhia de Jesus, ordem religiosa católica fundada em 1540 por Santo Inácio Loyola. Os jesuítas chegaram ao Brasil em 1549 com a missão de evangelizar os povos originários.

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: