Quarta, 13 de Dezembro de 2017

O Repórter

Flamengo leva virada do Independiente na primeira partida final da Sul-Americana

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Rafael Max - 07 de dezembro de 2017 às 00:03
Gilvan de Souza / Flamengo

RIO DE JANEIRO (OREPORTER.COM) - O Flamengo começou em desvantagem a disputa da grande final da Copa Sul-Americana. Jogando fora de casa, o rubro-negro perdeu para o Independiente por 2 a 1 na noite desta quarta-feira (6). A equipe da Gávea chegou a estar na frente, mas não resistiu e acabou cedendo a virada. Com isso, o time carioca chega ao jogo de volta com a obrigação de vencer no Maracanã se quiser faturar o título.

O gol que abriu o placar veio aos oito minutos. Trauco cobrou falta e Réver para subir e cabecear, colocando a bola no fundo da meta adversária.

A partir daí, otime argentino tentou a reação. O Independiente buscou responder aos 14, mas o chute de Miño acabou sendo travado por Pará.

O time argentino conseguiu o empate aos 28 minutos. Em jogada de contra-ataque, Gigliotti ficou com a bola e mandou o chute, vencendo o goleiro César.

Depois, o Flamengo tentou buscar mais a posse de bola e aparecer no ataque. No entanto, a equipe rubro-negra teve dificuldades em passar pela defesa adversária. Já o Independiente conseguiu mais oportunidade durante a reta final em cobrança de falta, mas a redonda passou e acabou parando no guarda-redes do time carioca.

A segunda etapa começou com o Independiente indo mais ao ataque, o que resultou no gol da virada. Aos sete, Barco cruzou para Meza acertar e colocar o time argentino na frente, para delírio da torcida que lotou o estádio local.

O Independiente recuou, chamando o Flamengo para o ataque. Mesmo assim, o rubro-negro não aproveitava as chances que tinha. Rueda, então, chamou Vinícius Júnior. O jovem deu um gás ao time e apareceu bem aos 30, em um chute defendido por Campaña.

Aos 40, Everton Ribeiro apareceu em jogada de velocidade, mas foi derrubado próximo à área. Na cobrança de falta, Trauco tentou encobrir, mas Campaña defendeu. O rubro-negro passou os minutos seguintes buscando o empate, mas não obteve sucesso.

Como não há vantagem com gol marcado fora de casa, o Flamengo terá que vencer por dois ou mais gols de diferença se quiser ser campaão. Já o Independiente çpode empatar por qualquer placar. QUalquer outro resultado que dê empate no placar agregado leva a decisão para a prorrogação ou pênaltis. A decisão pelo título será na quarta-feira que vem, dia 13, no Maracanã.

FICHA TÉCNICA
INDEPENDIENTE-ARG 2 X 1 FLAMENGO-BRA

Local: Estádio Libertadores de América, em Avellaneda (Argentina)
Árbitro: Mario Díaz de Vivar (Paraguai)
Assistentes: Milciades Saldivar (Paraguai) e Darío Gaona (Paraguai)
Cartões amarelos: Tagliafico, Bustos, Amorebieta (Independiente), Diego (Fla)

GOLS:  Gigliotti e Meza (IND); Réver (FLA)

INDEPENDIENTE: Martín Campaña, Fabricio Bustos, Nicólas Tagliafico, Alan Franco (Amorebieta) e Gastón Silva; Martín Benítez (Juan Martínez), Diego Rodríguez, Maximiliano Meza (Domingo), Juan Sánchez Miño e Ezequiel Barco; Emmanuel Gigliotti
Técnico: Ariel Holan

FLAMENGO: César, Pará, Réver, Juan e Miguel Trauco; Willian Arão, Gustavo Cuéllar, Diego (Vinicius Junior) e Everton Ribeiro; Lucas Paquetá (Everton) e Felipe Vizeu
Técnico: Reinaldo Rueda

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: