O Repórter | Esportes | Grupo A: Uruguai e Rússia tentam fazer bonito na Copa do Mundo 2018
Terça, 21 de Agosto de 2018

O Repórter

Grupo A: Uruguai e Rússia tentam fazer bonito na Copa do Mundo 2018

Egito conta com o talento de Salah; Arábia Saudita corre por fora

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Rafael Max - 01 de junho de 2018 às 15:00
Wikimedia Commons
Igor Ankinfeev, goleiro e capitão da Rússia

RIO (OREPORTER.COM) - Ser a seleção anfitriã da Copa do Mundo não é nada fácil. Mesmo quando trata-se de um time que não é favorito a vencer a disputa, sempre há aquela obrigação de não fazer feio diante de seu próprio país.

Os sul-africanos já sentiram isso em 2010. Mesmo longe do favoritismo, os anfitriões daquela disputa lutaram para garantir ao menos uma vitória na primeira fase. O sonhado resultado veio diante da poderosa França, os Bafana Bafana venceram por 2 a 1 e garantiram um honroso terceiro lugar no grupo A.

Já o Brasil chegou com o peso de cinco conquistas na Copa do Mundo ao receber a disputa de 2014. Embora tenha sofrido uma derrota por 7 a 1 contra a Alemanha na semifinal, o quarto lugar naquele certame foi a melhor posição do time verde e amarelo desde a edição de 2002.

Diante disso, os russos buscam não decepcionar seus torcedores. A seleção é a 65ª colocada no ranking da FIFA e há poucos com destaque no continente europeu. Seu time é formado basicamente por jogadores da liga russa - fora dela está o meia Denis Cheryshev, do Villareal, da Espanha.

A seleção russa traz a liderança do goleiro Igor Akinfeev, capitão que conta com mais de cem aparições no time principal. Aos 32 anos, o jogador é ídolo do CSKA Moscou, seu único clube em toda a carreira.

O time da Rússia conta com um brasileiro em seu elenco. Trata-se do lateral Mário Fernandes, de 32 anos. O jogador chegou a ser convocado para jogar pelo Brasil em 2011, mas acabou recusando a chance dada pelo técnico Meno Menezes.  Ganhou uma chance em 2014 pelo técnico Dunga, mas nunca mais foi convocado. Desde 2016, o jogador tem passaporte russo e atual pela seleção local.

Em matéria de resultados, o time russo ainda precisa de ajustes. Na última quarta-feira (30/05), derrota contra a Áustria por 1 a 0.

Time base:

 

Suárez e Cavani lideram o time uruguaio

Luis Suárez (Foto: Reprodução/Instagram)

A seleção uruguaia entra na Copa do Mundo para brigar pela liderança da chave A da Copa. Para isso, conta com a forte força ofensiva de Suárez e Cavani, craques que atuam no futebol europeu.

Suárez chega para disputar a sua terceira Copa do Mundo. O uruguaio busca também limpar sua imagem em Mundiais, já que a edição passada teve a suspensão devido a uma mordida em cima do italiano Chiellini - o atacante só foi voltar a jogar pela celeste em 2016.

O atacante do Barcelona tem estatísticas que animam o torcedor. São quase 100 jogos com a camisa celeste e 46 gols marcados.

Junto com Suárez está Cavani, do PSG, que também irá para sua terceira Copa do Mundo. O jogador foi o artilheiro das Eliminatórias Sul-Americanas, com dez gols marcados.  Com a camisa celeste, o atacante tem 100 jogos e 42 gols marcados.

O gol será protegido por Fernando Muslera, tendo Martín Silva, do Vasco, como uma das opções no banco de reservas. Falando em futebol brasileiro, o meia Arrascaeta, do Cruzeiro, está entre os pré-convocados, mas o técnico Oscar Tabárez deverá fazer mais cortes antes de definir a lista final.

Time base:

Egito: Salah e mais dez

O Egito sempre foi considerado como uma das potências do futebol africano. Foi tricampeão seguido da Copa Africana de Nações (2006, 2008 e 2010), mas era conhecido por não se dar bem nas qualificações para a Copa do Mundo. Sua última participação havia sido em 1990 e, antes, o país disputou a edição de 1934.

Por causa disso, a classificação para Copa do Mundo de 2018 foi celebrada pelos egípcios. Sua principal esperança de gols é em Mohamed Salah, que conduziu o Liverpool ao vice-campeonato na Liga dos Campeões da Uefa. O atacante chegou a ser considerado como dúvida após uma lesão no ombro durante a final, mas teve a sua participação confirmada.

Time base: 23 - El Shenawy, 7 - Ahmed Fathy, 2 - Ali Gabr, 6 - Ahmed Hegazi, 20 - Saad Samir; 19 - Abdallah Said, 8 - Tarek Hamed, 5 - Sam Morsy, 21 - Trezeguet, 17 - Mohamed Elneny; 10 - Mohamed Salah. Técnico: Héctor Cuper.

Arábia Saudita corre por fora

Fora dos dois últimos mundiais, a Arábia Saudita está de volta a uma Copa. Sem grandes nomes de expressão, a equipe do Oriente Médio luta para não dar vexame na Rússia. Praticamente todo o elenco é composto de jogadores da liga árabe. Uma das exceções é Salem Al-Dawsari, do Villareal, da Espanha. Mas a principal esperança de gols é no atacante Mohammad Al-Sahlawi, do clube saudita Al-Nasr.

Time base: 21 - Yasser Al Mosailem;  2 - Mansour Al Harbi, 3 - Osama Hawsawi, 5 - Omar Hawsawi, 13 - Yasir Al Shahrani; 17 - Taisir Al Jassim, 8 - Yehya Al Shehri, 7 - Salman Al Faraj, 14 - Abdullah Otayf , 27 - Mohamed Kanno (18 - Salem Al Dawsari); 10 -  Mohammad Al Sahlawi (28 - Mohanad Aseri). Técnico: Juan Antonio Pizzi

Tabela do grupo A da Copa do Mundo de 2018

1ª RODADA
Quinta - 14/06
12h  - Rússia X Arábia Saudita (Moscou/Olímpico)
Sexta - 15/06
9h-  Egito X Uruguai (Ecaterimburgo)

2ª RODADA
Terça- 19/06
15h - Rússia X Egito (São Petersburgo)
Quarta 20/06
12h - Uruguai X Arábia Saudita (Rostov)

3ª RODADA
Segunda 25/06
11h - Uruguai X Rússia (Samara)
11h - Arábia Saudita X Egito (Volgogrado)

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: