Segunda, 23 de Outubro de 2017

O Repórter

Igreja pede ajuda de fiéis para quitar dívida da JMJ

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Redação - 06 de setembro de 2013 às 23:59

RIO DE JANEIRO (O REPÓRTER) - A visita do papa Francisco em razão da Jornada Mundial da Juventude, que ocorreu no Rio de Janeiro no final de julho, rendeu aos cofres públicos quase 2 bilhões de reais mas, ao que tudo indica, nenhum centavo foi parar na conta da Arquidiocese do Rio.

Com o imprevisto da mudança da Vigília, programada para acontecer em Guaratiba e transferida por razão das fortes chuvas para Copacabana, os gastos não couberam no orçamento e abriram um rombo nas contas da Igreja no Rio.

“Em Guaratiba estava quase tudo pronto quando mudamos pra Copacabana. Um evento preparado em um ano e meio pra mudar em dois dias supõe toda uma despesa muito grande, também, que aconteceu, e não prevista anteriormente”, disse Dom Orani Tempesta, arcebispo do Rio de Janeiro.

Um prédio pertencente a Arquidiocese, no valor de R$ 46 milhões, chegou a ser vendido para amenizar a dívida, que foi orçada em R$ 90 milhões.

Por conta do montante, dom Orani anunciou uma campanha para arrecadar o valor restante e também instaurou uma auditoria.

“Essa auditoria está sendo feita pra poder exatamente sabermos o que aconteceu, o que está acontecendo, pra que saber onde foi aplicado cada centavo e quais são as verdadeiras necessidades”, declarou o arcebispo.

Aos fiéis que quiserem colaborar, uma conta em nome da Jornada Mundial da Juventude foi aberta no Banco Bradesco: Agencia: 0814-1; Conta: 80002-3; Titular: Instituto Jornada Mundial da Juventude; CNPJ:  14.192.317/0001-81

Tags:
JMJ, Igreja Católica, dívidas, papa, Francisco, arquidiocese do Rio
  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: