Terça, 16 de Janeiro de 2018

O Repórter

MP quer condenação de cunhado de Ana Hickmann por 'excesso de legítima defesa'

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Redação... - 18 de dezembro de 2017 às 15:30
Reprodução
Ana Hickmann, Gustavo e Giovana Corrêa

BELO HORIZONTE (OREPORTER.COM) - O promotor Francisco Santiago disse que vai pedir a condenação de Gustavo Corrêa por 20 anos de detenção. Cunhado da Ana Hickmann, ele matou um agressor que se dizia fã da apresentadora em maio de 2016, quando ela estava em Belo Horizonte.

Durante um interrogatório, Gustavo disse que não tinha opção e faria tudo de novo. Ele foi denunciado pelo Ministério Público por homicídio doloso, quando há intenção de matar. Para a promotoria, house "excesso de legítima defesa", pois o agressor foi morto com três tiros na nuca.

"Legitima defesa exige que você tenha moderação na sua ação. A lei não diz que você pode matar. A lei diz que você pode se defender, mesmo que tenha que matar. A vítima estava dominada”, disse o promotor.

O caso aconteceu dentro do Hotel Belvedere, em Belo Horizonte. Gustavo matou o agressor quando ele atirou contra sua mulher, Giovana Oliveira, que é assessora de Ana Hickmann. na saída do interrogatório, o cunhado da apresentadoria se defendeu:

"Independente se a decisão fosse favorável ou não porque eu fiz o que eu tinha que fazer para salvar minha família e a minha vida", afirmou.

O processo ainda não chegou ao júri. Nesta etapa, a juíza Ámalin Aziz Sant'ana está ouvindo testemunhas e ouvindo o réu para decidir qual será o próximo passo. Caso ela decida pelo julgamento, a juíza poderá optar, ou não, por um júri popular. Há também a opção de ser inocentado ou por um julgamento pela Vara Criminal.

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: