Naira Amorelli | Coluna | O Repórter | Informação de Verdade na Internet
Domingo, 19 de Agosto de 2018

O Repórter

Naira Amorelli

Profissional na área de Turismo, Marketing e Mídias Sociais, graduada em Gestão e Planejamento de Turismo e Agências de Viagens. É Gestora, Consultora, Agente de Viagens formada, Guia de Turismo, credenciada pelo Ministério do Turismo (MTUR), e já atua na área de Turismo há mais de 15 anos.
Naira Amorelli

Cruzeiros marítimos - dicas para evitar gafes a bordo

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Naira Amorelli - 14 de novembro de 2013 às 13:59
arquivo pessoal / Naira Amorelli

Com a temporada de cruzeiros marítimos no Brasil já iniciada, até abril de 2014, onze navios vão passar pela costa brasileira, e é muito comum que surja uma série de dúvidas para os marinheiros de primeira viagem e não  custa nada prestar um pouquinho de atenção a alguns detalhes super simples para facilitar sua viagem e fazer você figurar bem bonito entre os mais descolados marinheiros já habituados a este tipo de viagem.

Viajar de navio é uma forma de conhecer diferentes lugares gastando menos. O fato é que o custo de uma viagem de navio costuma ser menor que um pacote com hospedagem e transporte para a maioria dos destinos oferecidos pelas operadoras de turismo e grande parte deles passa por mais de uma cidade ou país.

A cada ano, novos viajantes se aventuram a bordo de um transatlântico e é natural que os marinheiros de primeira viagem cometam algumas gafes por pura falta de conhecimento. Por isso, destacamos as dicas da professora Lecy Cirilo Orsi, do curso de Turismo da faculdade Anhembi Morumbi, de São Paulo, para que situações constrangedoras não transformem a viagem dos seus sonhos em pesadelo e tudo vá por água abaixo.

1 – Capriche na escolha do seu cruzeiro

Existem várias opções de cruzeiros temáticos, ou seja, sua programação é voltada para quem gosta de rock, mpb, esporte, vinhos, chocolates ou romance. É muito importante dar atenção a isso na hora de escolher a viagem. Imagine uma pessoa que sofre de problemas com controle de peso em um navio com a temática gourmet ou com degustação de chocolates? Problema certo!
 
2 – Nem sempre ter tudo incluso é a melhor opção

Para a galera mais jovem o sistema all inclusive pode ser uma boa pedida, já que algumas bebidas alcoólicas são servidas  à vontade. Já quem tem preferência por opções mais exclusivas de bebidas, deve optar pelo sistema simples e assim ele vai poder consumir a bebida que desejar separadamente. Depende muito do seu perfil.  

3 – Cabines

Geralmente elas são bem planejadas e divididas na medida certa para que você tenha o básico. Por isso mesmo, nada de levar malas gigantescas e um monte de tranqueiras desnecessárias.

4 – Bagagem de mão

É muito comum que a bagagem demore um pouco para chegar na sua cabine, sendo assim, seja prevenido e prepare uma malinha básica com roupa para trocar logo ao embarcar. Assim, se você quiser curtir uma piscina ou fazer qualquer outra atividade não terá que esperar por horas para trocar de roupa.

5 – Fique muito atento aos procedimentos de segurança

Aquele treinamento de abandono, que acontece logo depois que o embarque é encerrado, é um momento importante e levado a sério pela tripulação. Por isso, largue de lado tudo que está fazendo e preste muita atenção nas orientações. Pode parecer até engraçado na hora que você tem que vestir aquele chamativo colete laranja, mas lembre-se: ele pode salvar a sua vida e a de muitas outras pessoas.
 
6 – Seja pontual nas refeições

Os restaurantes dos navios são bem menores do que se imagina e a capacidade deles é menor que o volume de viajantes, por isso as refeições são feitas em dois turnos. Ao embarcar, em sua cabine você terá que escolher o horário de suas refeições. Isso costuma acontecer como uma pré-reserva logo no momento da compra do pacote, quando o agente questiona sua preferência de horário. Se você estiver no primeiro turno é primordial que não se atrase. Lembre-se: outra pessoa precisará ocupar sua mesa em seguida. Seja realmente pontual e você não vai ter problemas. Já vi pessoas ficarem sem jantar por conta de pequenos atrasos.

7 – Informe-se sempre

Para não perder tempo é sempre importante ler o jornal de bordo que será distribuído toda noite com a programação do dia seguinte. Assim, você vai poder optar pelas várias atividades em bordo e em terra. Claro que você não tem obrigação de fazer tudo, mas poderá encontrar boas opções para curtir a viagem. Geralmente nesta mesma publicação você vai encontrar dicas bacanas sobre momentos ‘imperdíveis’ e assim vai ficar ainda mais ligado.
 
8 – Trajes formais   

A maioria das companhias oferece o famoso Jantar do Comandante que nada mais é que uma festa de gala ou apenas um pouco mais formal, dependendo do perfil do cruzeiro que você escolheu. Por isso é tão importante ter roupas mais compostas e luxuosas para esta noite. Rapazes, não esqueçam o terno e meninas, um belo vestido longo bem comportado cai super bem.
 
9 – Se vista adequadamente e com bom senso

Não é nada elegante usar trajes de banho nas áreas internas do navio, com exceção da área da piscina e sauna. Em vários navios você poderá ser advertido, inclusive. Tenha com você sempre uma roupinha fresquinha para jogar por cima.
 
10 – Contratar o tour em terra x bater perna sozinho

Ainda no navio serão oferecidas algumas opções de passeios que você poderá participar pagando a parte, claro. Se preferir, você poderá passear por conta própria sem problemas, mas neste caso, fique de olho no relógio e volte dentro do horário estabelecido. Caso contrário, você pode correr o risco de ficar para traz.
 
11 – Livre-se do famoso enjoo

Se você nunca viajou de navio e por conta disso não sabe se tem alguma pré-disposição para ficar enjoado, a dica é simples: nada de líquidos, nem mesmo água. Se você começar a se sentir mareado, comer uma maçã ou um pedaço de pão puro, sem nada mesmo, é infalível. É muito importante que você não fique na cabine, nessas horas o vento no rosto ajuda muito e ficar ao ar livre vai te beneficiar. É importante também que você se ocupe para não prestar atenção a movimentos, dessa forma seu corpo aos pouquinhos vai se acostumando e se ainda assim o enjoo não passar, lance mão dos remedinhos para enjoo que você CERTAMENTE já se preveniu em comprar com antecedência, certo?

12 – Cuidado com os cassinos a bordo

Para a grande maioria dos brasileiros isso pode parecer uma novidade tentadora e por isso mesmo deve ser bem observada. Nada de se empolgar e jogar além de suas possibilidades. Vale lembrar que enquanto o navio estiver atracado, nada de jogos, já que os cassinos só serão abertos em alto mar.

13- Free shops, o paraíso dos consumistas

Para quem costuma aproveitar as viagens para renovar seu armário ou dar um up nos seus eletrônicos, esse pode ser um bom momento para se jogar nas promoções, mas vá com calma e segure seu impulso para não comprar nada além do que realmente vai precisar, ok.

Agora é só aproveitar e ficar atento para não deixar de curtir tudo que você puder. Excelente viagem para você!