Domingo, 17 de Outubro de 2021

O Repórter

Acuado por denúncias e rebelião, presidente da CBF pode renunciar

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Redação.. - 05 de junho de 2021 às 14:12 (Atualizada em 05 de junho de 2021 às 14:24)
Divulgação/CBF

RIO (OREPORTER.COM) - Os próximos dias prometem ser decisivos para o presidente da CBF, Rogério Caboclo. Já questionado e pressionado nos últimos meses por clubes e presidentes de Federações, que estariam insatisfeitos com a condução da Confederação durante o período de pandemia, o dirigente se vê acuado por uma denúncia de assédio e pela escolha do Brasil para sede da Copa América deste ano. Pessoas ligadas a Caboclo já admitem que a renúncia pode ser um caminho.

A denúncia de assédio moral e sexual realizada por uma funcionária da CBF, tornada pública na última semana, já indicava dificuldades a Caboclo para seguir administrando a entidade com credibilidade. Alguns vice-presidentes da entidade teriam comentado, nos bastidores, que ele não teria condições de manter o foco na Confederação, enquanto se defendia das acusações.

Mas, o estopim parece ter sido mesmo a escolha do Brasil como sede da Copa América, após desistência de Colômbia e Argentina. O país é um dos que mais vem sofrendo com casos e mortes de Covid-19, com hospitais lotados e a campanha de vacinação caminhando lentamente. Além do técnico Tite, que deve pedir demissão após a partida contra o Paraguai, caso Caboclo siga no cargo, os jogadores também estão claramente insatisfeitos e podem conduzir um motim para não disputar o torneio. A insatisfação ficou clara em entrevista concedida após a vitória contra o Equador, nessa sexta-feita (4), pelo capitão Casemiro. Em depoimento para a TV Globo, o volante tentou não falar explicitamente sobre o tema, mas deixou no ar que o grupo estava unido e não estaria contente com aquela situação. A saída do presidente da CBF pode ser a única alternativa para reverter o quadro.

Oficialmente, o presidente da CBF, Rogério Cabloco, não quis falar sobre o tema. Já Tite e os jogadores da seleção principal se pronunciarão na terça-feira (8), após jogo das Eliminatórias.

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: