Quinta, 02 de Abril de 2020

O Repórter

Adesanya e Weili Zhang mantêm cinturões no UFC; Cowboy e Rodolfo Vieira vencem

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Redação... - 08 de março de 2020 às 08:00 (Atualizada em 08 de março de 2020 às 11:05)
Divulgação/UFC
Adesanya se saiu vitorioso sobre Yoel Romero no UFC 248

LAS VEGAS, EUA (OREPORTER.COM) - Nada mudou após o UFC 248, realizado na T-Mobile Arena, em Las Vegas. Israel Adesanya seguiu como campeão dos médios, enquanto que Weili Zhang manteve o título feminino da categoria palha. O evento ainda teve as vitórias de Alex Cowboy e Rodolfo Vieira.

Adesanya fez uma luta morna contra Yoel Romero. O primeiro round começou com os dois agindo com muita cautela, com destaque apenas para alguns golpes do desafiante. Já no segundo assalto, o nigeriano começou a se soltar e aplicou alguns chutes nas pernas. Depois, Adesanya passou a ficar na defensiva.

No terceiro assalto, Adesanya seguiu controlando a luta com seus chutes. Romero acusou um dedo no olho durante o quarto round, paralisando o duelo. De volta à luta, o cubano tentou uma queda, mas logo defendida pelo nigeriano.

Romero buscou demosntrar mais agressividade no último round, mas Adesanya soube controlar a luta. Assim, a vitória veio por decisão unânime para o nigeriano (48-47, 48-47 e 49-46).

Zhang segue campeã

Pela categoria feminina dos palhas, a chinesa Weili Zhang fez um duelo equilibrado contra a polonesa Joanna Jedrzejczyk. Tanto que a vitória foi conquistada por decisão dividida (47-48, 48-47 e 48-47).

Foi um duelo de trocação intensa. As duas apostaram nos chutes no primeiro assalto, com a chinesa buscando mais a agressividade para impressionar o júri. 


Zhang fez um grande duelo e manteve o cinturão (Foto: Divulgação/UFC)

No segundo assalto, Joanna buscou mostrar que estava com a vantagem. A polonesa partia para cima, e a chinesa tentou uma queda, logo defendida pela desafiante. Zhang conseguiu ainda bons golpes na trocação em pé.

As duas seguiram trocando golpes no terceiro assalto. Zhang mandou um cruado e levou de volta uma combinação de socos e chutes. A chinesa ainda tentou uma queda, defendida pela campeã. Por fim, as duas mantiveram a trocação de pé até o soar do gongo.

O quarto round seguia com ritmo intenso em pé, com a polonesa terminando o round com a cabeça inchada. No quinto e último assalto, Zhang conseguiu bons socos, mas a desafiante também desferiu seus golpes. Joanna ainda partiu para o clinche na reta final da luta. Em um duelo intenso, a vitória ficou com a chinesa, que fez a sua primeira defesa de título na categoria.

Brasileiros

Dois brasileiros participaram do UFC 248. Alex Cowboy esteve no card principal e venceu Max Griffin por decisão dividida do júri  (29-28, 28-29 e 29-28). O brasileiro apostou no combate em pé, enquanto que o americano tentou a luta agarrada e conseguiu uma queda no terceiro assalto. Cowboy se saiu vitorioso e encerrou uma sequência de três derrotas na carreira.


Cowboy venceu no UFC 248 (Foto: Divulgação/UFC)

Quem também lutou foi Rodolfo Vieira, que encarou o russo Saparbek Safarov. Ele chegou a levar um chute no rosto, mas mostrou bom jiu-jitsu e finalizou com um kata-gatame aos 2min58 do primeiro assalto.

Polyana Viana também lutaria no UFC 248, mas seu duelo acabou cancelado. Sua adversária, a americana Emily Whitmire, que já havia falhado na pesagem oficial ao ficar fora do limite da categoria mosca, acabou hospitalizada. O Ultimate Fighting Championship não informou os motivos de a adversária ter ido ao hospital. 

Resultados oficiais

CARD PRINCIPAL

Israel Adesanya venceu Yoel Romero por decisão unânime (48-47, 48-47 e 49-46)

Weili Zhang venceu Joanna Jedrzejczyk por decisão dividida (47-48, 48-47 e 48--47)

Beneil Dariush venceu Drakkar Klose por nocaute a 1m do R2

Neil Magny venceu Li Jingliang por decisão unânime (triplo 30-27)

Alex Cowboy venceu Max Griffin por decisão dividida (29-28, 28-29 e 29-28)

CARD PRELIMINAR

Sean O'Malley venceu José Quiñonez por nocaute técnico aos 2m02s do R1

Mark Madsen venceu Austin Hubbard por decisão unânime (triplo 29-28)

Rodolfo Vieira venceu Saparbek Safarov por finalização aos 2m58s do R1

Gerald Meerschaert venceu Deron Winn por finalização aos 3m13s do R3

Giga Chikadze venceu Jamall Emmers por decisão dividida (29-28, 28-29 e 29-28)

Danaa Batgerel venceu Guido Cannetti por nocaute aos 3m01s do R1

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: