Quarta, 26 de Junho de 2019

O Repórter

Anderson Silva recebe 180 dias de suspensão médica após derrota

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Redação... - 13 de maio de 2019 às 12:35
Divulgação/UFC
Anderson Silva ficará, no mínimo, 180 sem lutar

RIO (OREPORTER.COM) - Responsável por chancelar os eventos do Ultimate Fighting Championship no Brasil, a Comissão Atlética Brasileira de MMA (CABMMA) divulgou a lista de suspensões médicas após a realização do UFC 237, que terminou na madrugada do último domingo (12), no Rio de Janeiro. Após perder para Jared Cannonier, Anderson Silva levou gancho de 180 dias. Rose Namajunas, Bethe Correia e Laureano Staropoli também ficarão impedidos de lutar pelo mesmo período.

Silva machucou o joelho durante a luta contra Cannonier, sendo derrotado por nocaute técnico. O brasileiro deverá ficar 180 sem lutar ou ser liberado por um ortopedista após ressonância magnética. Caso consiga estar apto antes do prazo, o lutador ainda terá que cumprir 45 dias sem lutar e 30 dias sem contato físico.

Por sua vez, Namajunas foi derrotada pela brasileira Jéssica Andrade na disputa pelo cinturão dos palhas. A americana poderá ser liberada antes em caso de laudo positivo após ressonância magnética do pescoço. Mesmo assim, ela precisaria enfrentar 60 dias sem lutar e 45 sem contato físico.

Mesmo tendo vencido Thiago Marreta, Laureano Staropoli terá que ficar 180 dias sem lutar ou ser liberado após raio-x do nariz. Se estiver normal, serão 30 dias sem lutas e 21 dias sem contato físico. 

Já Bethe Correia terá que ter liberação de um ortopedista com raio-x e ressonância do cotovelo direito para não cumprir os 180 dias de suspensão. Mesmo assim, ela precisaria enfentar 45 dias sem lutar e 30 dias sem contato físico. A brasileira perdeu para Irene Aldana por finalização.

Tags:
  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: