Terça, 30 de Novembro de 2021

O Repórter

Assistente disse a Alec Baldwin que arma era segura

Disparo acidental matou diretora de fotografia Halyna Hutchins

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Redação - 23 de outubro de 2021 às 09:37 (Atualizada em 23 de outubro de 2021 às 09:40)
Ansa
Alec Baldwin expressou choque e tristeza por morte de Halyna Hutchins

ROMA (ANSA) - Um assistente da produção do filme "Rust" havia dito ao ator Alec Baldwin que a arma cenográfica que matou a diretora de fotografia Halyna Hutchins era segura.

Segundo informações do inquérito divulgadas pela imprensa americana, essa garantia foi dada ao astro de 63 anos pouco antes do incidente que custou a vida de Hutchins e feriu o cineasta do longa, Joel Souza.

A arma havia sido entregue a Baldwin pelo assistente de direção David Halls, que, por sua vez, não sabia que o equipamento continha balas de verdade. Halls chegou a dizer "cold gun" ("arma fria") para o ator.

Em seguida, Baldwin disparou acidentalmente no peito de Hutchins, que acabou morrendo, enquanto Souza, que estava atrás da diretora de fotografia, ficou ferido. A polícia apreendeu todas as armas e munições presentes no set.

A responsável pelo controle das armas nas filmagens era uma jovem de 20 anos, Hannah Gutierrez Reed, que estava em seu primeiro trabalho na indústria cinematográfica, de acordo com a BBC.

"Rust" estava sendo gravado em Santa Fé, no Novo México. No filme, Baldwin interpreta um bandido que tenta ajudar o neto adolescente a escapar de uma condenação por um homicídio acidental.

Em um post no Instagram, o astro disse que "não há palavras para descrever" seu "choque e tristeza com o trágico incidente que tirou a vida de Halyna Hutchins. "Estou de coração partido por seu marido, seu filho e todos aqueles que conheciam e amavam Halyna", escreveu.

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: