Terça, 31 de Março de 2020

O Repórter

Automobilismo: Fórmula 3 Inglesa terá a presença do brasileiro Gui Peixoto

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Redação... - 11 de fevereiro de 2020 às 19:11 (Atualizada em 11 de fevereiro de 2020 às 19:16)
Gavin Baker/Divulgação
Após ano de destaque na F-4 EUA, Gui Peixoto terá novo desafio na F-3 Inglesa

RIO (OREPORTER.COM) - Após se destacar na Fórmula 4 norte-americana, o brasileiro Gui Peixoto será um dos pilotos da equipe Carlin na temporada 2020 da Fórmula 3 Inglesa. O piloto de 17 anos estará em uma das categorias de base mais importantes e respeitadas da Europa na formação de pilotos.

Será a chance de o piloto em correr nas pistas mais tradicionais da Europa. Além disso, o brasileiro vai itegrar uma das equipes mais tradicionais na formação de piloots, tendo já revelado o  tetracampeão mundial de F-1 Sebastian Vettel, da Ferrari, e Daniel Ricciardo, da Renault.

“Escolhemos a Carlin por toda a sua história e por ter bons carros em todas as categorias que disputam atualmente. Sem dúvida, será uma chance muito grande de aprender e evoluir”, comentou Peixoto, lembrando que além da F-3 Inglesa, o time também está presente atualmente na Fórmula 2, F-3 Europeia, F-4 Inglesa, Euroformula Open, Fórmula Indy e Le Mans Series na Europa e Ásia.

“Optamos pela F-3 Inglesa por ser um campeonato em que se anda bastante. Temos testes, oito finais de semana com rodada tripla e é uma competição respeitada, com bons pilotos, equipes e pistas”, continuou.

A temporada da F-3 Inglesa contará com oito etapas, sempre em rodada tripla, totalizando 24 corridas. A primeira delas em Oulton Park, entre os dias 11 e 13 de abril. Além de correr nas principais pistas britânicas, como Silverstone, a categoria ainda terá uma etapa especial num dos maiores templos do esporte a motor mundial: Spa-Francorchamps, na Bélgica. “Vai ser um sonho correr em pistas históricas como Silverstone e Spa”, observou Gui.

Entre os dias 4 e 5 de fevereiro, o brasileiro já teve o seu primeiro contato com o novo carro, que conta com chassis Tatuus, motor de 230 cavalos Mountune Racing e pneus Pirelli. Os testes privados aconteceram na pista sede da primeira etapa.

“O primeiro dia foi quase todo na chuva. Só no segundo, conseguimos colocar os pneus slicks e fomos evoluindo. Já andamos bem próximos do tempo do meu companheiro, que fez a pole em Oulton Park no ano passado”, destacou.

“O carro tem muito mais potência que o F-4, mais aerodinâmica e é muito legal de guiar. Foram dois dias bem produtivos e espero evoluir ainda mais nos próximos testes. Com certeza, vai ser mais um ano de muito aprendizado, pistas novas, equipe nova, mas estou muito motivado”, completou Peixoto.

Após uma carreira vitoriosa no kart, que teve início quando o piloto tinha apenas sete anos de idade, Gui Peixoto fez sua transição para os monopostos em 2019. Em sua primeira temporada na F-4 Norte-americana, chamou a atenção, subindo ao pódio duas vezes, conquistando uma pole position e terminando o campeonato entre os Top-6. Nas 17 provas disputadas, Gui terminou no Top-10 em 14 ocasiões.

Na F-3 Inglesa ele representará o país em uma das categorias onde o Brasil é destaque: são 13 campeões no total. O primeiro deles Emerson Fittipaldi, em 1969, seguido por José Carlos Pace em 1970. Nelson Piquet (1978) e Ayrton Senna (1983) também conquistaram títulos na categoria. E a lista ainda tem Chico Serra, Maurício Gugelmin, Rubens Barrichello, Gil de Ferran, Mario Haberfeld, Antonio Pizzonia, Nelson Piquet Jr., Felipe Nasr e Matheus Leist.

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: