Quinta, 17 de Outubro de 2019

O Repórter

Bethe Correia vence em evento do UFC no México

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Redação... - 22 de setembro de 2019 às 08:25
Divulgação/UFC
Bethe Correia voltou a vencer no UFC

CIDADE DO MÉXICO (OREPORTER.COM) - Após quatro anos, Bethe Correia voltou a vencer no Ultimate Fighting Championship. Na noite deste sábado (21), ela derrotou a americana Sijara Eubanks, pelo UFC Fight Night 159, realizado no México. O resultado encerrou um ciclo de duas vitórias e um empate da peso-galo, sendo que a última vitória da brasileira havia sido em 2016 - a luta foi contra Jessica Eye, em duelo que terminou com decisão dividida.

Bethe lutou no card preliminar e foi a única brasileira a vencer no evento. O primeiro round foi desvantajoso para a brasileira, que viu a americana a atacar com jabs, além de ter conseguido uma queda. Bethe melhorou sua atuação no segundo round, sendo mais agressiva e defendendo-se das tentativas de queda da americana.

No terceiro assalto, a brasileira levou vantagem frente a americana, que mostrava bastante desgaste. Eubanks tentou um gás na reta final, mas não foi o suficiente. O júri deu a vitória por decisão unânime para a brasileira  (29–28, 29–28, 29–28).

Outros brasileiros não tiveram o mesmo desempenho de Bethe Correia. A peso-palha Ariane Sorriso acabou sofrendo um corte na sobrancelha após uma cotovelada no terceiro assalto, perdendo por nocaute por intervenção médica. Em luta de meio-pesados, Vinícius Mamute levou um mata-leão de Paul Craig no primeiro assalto, sendo derrotado por finalização. Já na categoria peso-leve, Marcos Dhalsim levou a pior sobre Claudio Puelles por decisão do júri.

Luta principal sem resultado

A luta principal do evento frustrou o público que foi ao Mexico City Arena. O mexicano Yair Rodríguez acabou fazendo uma dedada não-intencional no olho do americano Jeremy Stephens, aos 15 segundos do primeiro assalto. O oponente não conseguiu abrir os olhos, o que fez o árbitro encerrar a disputa e decretar o no contest.

"Não esperava que isso fosse acontecer. Me preparei muito para essa luta. É muito frustrante. Mas voltarei logo. Jeremy, me desculpe", lamentou Yair Rodríguez.

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: