Sábado, 22 de Fevereiro de 2020

O Repórter

Botafogo é goleado pelo Santos e fica em situação dramática no Brasileirão

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Rafael Max - 03 de novembro de 2019 às 20:54 (Atualizada em 03 de novembro de 2019 às 21:25)
Ivan Storti/Santos FC
João Paulo tenta parar Soteldo, nome do jogo

RIO (OREPORTER.COM) - O Botafogo foi goleado pelo Santos por 4 a 1, neste domingo (3), na Vila Belmiro, pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado é péssimo para o alvinegro, que fica mais próximo da zona de rebaixamento para a Série B.

A equipe carioca viu o Santos partir com tudo logo no começo do jogo. Com um minuto de bola rolando, Gatito fernández já teve que trabalhar para defender forte chute de Marinho. Aos dois, Carlos Sánchez cobrou escanteio, Lucas Veríssimo desviou para Eduardo Sasha completar: 1 a 0 para o Peixe.

O Botafogo ensaiou uma reação, mas logo viu o Santos ampliar. Aos 12, Marinho se livrou da marcação, mandou o chute e ampliou a vantagem do Alvinegro Praiano. 

Aos 23, quase veio o terceiro do Santos. Diego Pituca mandou o chute, a bola ainda desviou em Carli e ficou perto de invadir o gol de Garito Fernández.

A equipe carioca acordou para a partida nos 15 minutos finais do primeiro tempo. Aos 30, Igor Cássio cabeceou após escanteio e quase fez. O atacante conseguiu marcar aos 33, aproveitando de um outro córner para mandar de cabeça e descontar para o Botafogo.

O jogo continuou movimentado, e o Santos ainda voltou para o ataque. Aos 33, Sánchez cruzou para Evandro, que fez a finalização para a defesa de Gatito Fernández. Aos 36, o goleiro do Botafogo defendeu a tentativa de Eduardo Sasha. A resposta do Botafogo veio aos 41, com uma cabeçada de Carli após escanteio, mas Everton defendeu.

Na segunda etapa, o Santos voltou a pressionar forte para cima do Botafogo. Aos oito, Marinho chutou, Gatito defendeu, Soteldo pegou o rebote, mas o goleiro paraguaio evitou o gol. 

O time carioca também arriscou em busca do empate. Alex Santana teve chance aos 16, mas Everson defendeu. Já aos 21, Everson espalmou após tentativa de João Paulo, e Marcinho ficou com o rebote. Porém, Jorge evitou a finalização do jogador do Botafogo.

Aos 22, a situação ficou ainda mais complicada para a equipe de General Severiano. Em um contrata-aque velos, Soteldo  arrancou, tocou para Sánchez, que cruzou. A defesa do Botafogo até tentou desviar, mas Marinho ficou com a redonda, mandou para Soteldo, que chutou: 3 a 1 para o Santos.

No minuto seguinte, a vitória santista se transformou em goleada. Soteldo recebeu de Sasha, se livrou da marcação e mandou para o gol. O VAR ainda fez a análise após o bandeirinha anular o lance por impedimento, validando o tento do Santos.

O Santos seguia arrasador e chegou perto do quinto gol aos 27, quando Jorge chutou para a defesa de Gatito Fernández. No rebote, Soteldo mandou na trave.

Aos 33, Gatito defendeu com os pés a tentativa de Marinho. Já aos 45, Tailson recebeu após contra-ataque de Lucas Venuto e chutou para fora.

Tabela

O Botafogo tem 33 pontos e está em 14º, mas empatado com Ceará e Cruzeiro. O primeiro time na zona de rebaixamento é o Fluminense, que tem 31.

Já o Santos chega a 58 pontos e segue na terceira colocação. O Peixe tem treze pontos a menos que o líder Flamengo.

Nesta quinta-feira (7), o Botafogo recebe o Flamengo no Nilton Santos. Um dia antes, o Santos duela contra o Avaí na Ressacada.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 4 x 1 BOTAFOGO

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Árbitro: Rodrigo Dalonso Ferreira (SC)
Assistentes: Alex dos Santos e Éder Alexandre (SC)
VAR: Andre Luiz de Freitas Castro (GO)

Cartão amarelo: Marinho (SAN)

GOLS: Eduardo Sasha, Marinho e Soteldo (SAN); Igor Cássio (BOT)

SANTOS: Everson, Pará, Lucas Veríssimo, Gustavo Henrique e Jorge; Diego Pituca, Evandro (Jobson) e Carlos Sánchez; Marinho (Venuto), Soteldo e Eduardo Sasha (Tailson). Técnico: Jorge Sampaoli

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Fernando, Joel Carli, Gabriel e Yuri; Wenderson, João Paulo e Gustavo Bochecha (Alex Santana); Marcinho (Leonardo Valencia), Igor Cássio e Victor Rangel (Vinicius Tanque). Técnico: Alberto Valentim

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: