Segunda, 17 de Junho de 2019

O Repórter

Boxe: Fernando Cruel fatura cinturões com nocaute em SP

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Redação... - 10 de junho de 2019 às 07:11
Bob Donask / Cruel Fight
Cruel nocauteia Castagnazzi

SÃO PAULO (OREPORTER.COM) - Fernando 'Cruel' venceu Guilherme Castagnazzi, aos 2min06seg do primeiro round,  na luta principal do Cruel Fight Downtown São Paulo, conquistando três cinturões na divisão dos super meio-médios:  do Conselho Nacional de Boxe (CNB) e internacionais da American Boxing Federation (ABF) e da Universal Boxing Organization (UBO). O evento foi realizado no Complexo #9, na capital paulista, instalado embaixo do viaduto Júlio de Mesquia, no último sábado (8).

"Quero agradecer a todos que estiveram aqui. Que vocês sejam multiplicadores desta iniciativa para que o boxe brasileiro volte a ser uma força, em nível nacional e internacional, retomar seus tempos áureos. Temos atletas para isso e sinto que posso, de alguma forma, participar, seja lutando, conquistando títulos, seja promovendo eventos", afirmou 'Cruel', responsável pela parte técnica do Cruel Fight Downtown São Paulo, e que tem agora um cartel de nove lutas, com sete vitórias, todas por nocaute, um empate e uma derrota.

Na programação, uma homenagem a Éder Jofre, bicampeão mundial - 1961 e 1973 -  emocionou a todos. O eterno Galo de Ouro, como foi chamado no vídeo exibido nos telões do espaço, viu o público aplaudir de pé sua chegada, ao lado da filha Andréa, para assistir aos combates profissionais, acompanhou as imagens em sua homenagem, subiu ao ringue antes da luta principal, cantando emocionado o Hino Nacional, e cumprimentou o campeão 'Cruel' ao final.

Foram 10 lutas - duas amadoras e oito profissionais -, com cinco nocautes, três vitórias por pontos, um empate e um abandono. Criado para trazer um novo ambiente ao boxe, o evento também teve apresentações musicais de Fernandinho Beat Box, um dos maiores nomes do hip hop nacional, e quatro B Boys, que fizeram uma batalha de dança de rua.

Destaques

Antes de 'Cruel' nocautear Castagnazzi, na luta principal do evento, o público pode acompanhar outros quatro KOs. Já no primeiro combate profissional da noite, um nocaute técnico do gaúcho Gustavo Silva, de Porto Alegre, diante de João Victor, de Itapira (SP), na divisão dos peso-penas. O mineiro Raphael William, de Uberaba, nos peso-leve, venceu Pedro Guilherme, de Caconde (SP). Os outros dois nocautes foram de Wallison Henrique, de Campinas, interior de São Paulo, diante do paulistano Loran Medeiros, logo a 1min05seg do primeiro round, nos super meio-médio, e Aelio Mesquita, o 'Biro', do Guarujá, litoral paulista, contra o baiano Luciano Santos 'Bahia', também no round inicial, após 1min55seg, no leve. Na única luta feminina do programa, no Amador, categoria 64 kg, a paulista Amanda Russa venceu, depois do abandono da adversária, Karoliny Laura Azevedo, no intervalo entre o segundo e o terceiro rounds.

Demais resultados - No Amador, Alexssander ‘Gardenal’ (Peruíbe-SP) derrotou o venezuelano Adrian Cabezas por pontos - categoria 64 kg. No Profissional, o maranhense radicado em São Paulo, Francisco Learte, venceu Luiz Manzo (Campinas-SP), por pontos, em decisão unânime dos juízes - peso super-médio; Edson ‘Cabelo’ Camargo (São Paulo-SP) ganhou de Marcos Lolata (Sorocaba-SP), por pontos, também em decisão unânime, no super-médio; e empate entre o carioca radicado em Santos (SP), Carlos Henrique ‘Pitbull’ e o baiano radicado em São José dos Campos (SP), Daniel ‘Eddie Murphy’ Araujo, nos peso-pena, por decisão dividida dos juízes. 

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: