Quinta, 02 de Abril de 2020

O Repórter

Boxe: Fernando Cruel vence e conquista quatro cinturões

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Redação... - 16 de fevereiro de 2020 às 16:37 (Atualizada em 16 de fevereiro de 2020 às 16:48)
Edu Rocha / Cruel Fight
Fernando Cruel venceu em São Paulo

SÃO PAULO (OREPORTER.COM) - Fernando Cruel foi a grande atração do Batalha Boxe Profissional, realizado na noite deste sábado (15), no Centro Universitário UniSant’Anna, em São Paulo. Atual campeão meio-médio (até 66kg) do Conselho Nacional de Boxe (CNB), ele faturou os títulos do Continental das Américas ABF (American Boxing Federation), do Sul-Americano WBC (World Boxing Council) e do Intercontinental da UBO (Universal Boxing Organization) após vitória contra Felipe Moledas por decisão majoritária dos juízes.

Cruel encarou um adversário que estava invcto há dez lutas. Após uma disputa equilibrada, a vitória ficou com o pugilista paulistano, que agora tem oito vitórias – sete por nocaute -, um empate e uma derrota.

"Foi uma luta difícil, o Moledas é muito experiente. Mas, eu me preparei e vim para este combate para me superar. E, ao longo dos rounds, mostrei que ia dar trabalho. Foi do jeito que imaginei o confronto, equilibrado, duro, mas no final consegui a vitória e os títulos. Estas conquistas são o meu passaporte para me credenciar para o mercado internacional, buscar novos passos na minha carreira", disse.

O evento teve combates internacionais. O curitibano Fernando Simões de Almeida precisou de apenas 1m08seg de combate - previsto para 10 rounds - para nocautear o experiente argentino Gonzalo Omar Basile "El Paton", 45 anos, ídolo em seu país, com um total de 75 vitórias na carreira, para ficar com o título intercontinental UBO dos Pesados. Fernando não escondeu a emoção e dedicou a conquista para sua filha Isis, de apenas 1 ano.

"Estou muito feliz. Este cinturão vai para ela, o terceiro que disputo e o primeiro que ganho. Vim para lutar dez rounds, contra um adversário muito experiente, mas minha equipe me orientou muito bem, surgiu a oportunidade e decidi logo no início", explicou Fernando, 30 anos, carioca radicado no Paraná. 

No outro combate entre os dois países, a vitória foi argentina: Guido Emmanuel Schramm "Ges" ganhou de Cid Edson Bispo Ribeiro, nos Meio Médio, por nocaute técnico com 1min55seg do primeiro de um total de 10 rounds.

Resultados da terceira edição do Batalha Boxe Profissional:

Amador

- Erick Washington Reseda “Sorriso”  venceu Francisco Linik Vieira Braga - 69kg - 3 rounds - por pontos (decisão unânime)

Profissional

- Rogério Rodrigues de Oliveira “Didi” venceu Bruno Pereira de Oliveira “Bruninho” - Super Meio Médio - 4 rounds - nocaute técnico aos 26 segundos do terceiro round

- José Conceição Nascimento “Zé Conceição” venceu Francisco Azevedo Learte – Médio - 8 rounds - por pontos (decisão unânime)

- Pedro Guilherme dos Santos “Magrelo” venceu Osvaldo De Melo Costa “Tutuca” - Super Leve - 10 rounds - e conquistou o Titulo Brasileiro Interino CNB - por pontos (decisão dividida)

- Guido Emmanuel Schramm “Ges” (Argentina) venceu Cid Edson Bispo Ribeiro (Brasil) - Meio Médio – 10 rounds - e conquistou o Titulo Internacional UBO - nocaute técnico a 1min55seg do primeiro round

- Walisson Henrique Fagundes venceu Kenes Carneiro Mesquita - Super Meio Médio - 10 rounds - e conquistou o Titulo Brasileiro Interino CNB - nocaute aos 2m21seg do sexto round

- Fernando Simões de Almeida (Brasil) venceu Gonzalo Omar Basile “El Paton” (Argentina) - Pesado - 10 rounds - e conquistou o Titulo Intercontinental UBO - nocaute a 1min08seg do primeiro round

- Fernando Luis Pinto “Cruel” venceu Felipe Moledas - Meio Médio - 10 rounds - e conquistou os títulos Sul Americano WBC Feconsur; Intercontinental UBO; Continental das Americas ABF e Brasileiro CNB - por pontos (decisão majoritária)

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: