Terça, 20 de Agosto de 2019

O Repórter

Caratê e tiro com arco dão as últimas medalhas do Brasil no Pan 2019

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Redação... - 11 de agosto de 2019 às 19:30
Jonne Roriz/COB
Marcus Vinícius disputou a final do tiro com arco

LIMA, PER (OREPORTER.COM) - O Brasil conquistou medalhas do início ao fim dos Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru. As últimas conquistas foram neste domingo (11), nas provas do tiro com arco e do caratê.

Na final masculina do tiro com arco, Marcus Vinicius D’Almeida conquistou a medalha de prata. Esse resultado garantiu a presença do país nos Jogos Olímpicos de 2020, em Tóquio.

Marcus enfrentou o compatriota Bernardo Oliveira na semifinal, vencendo por 7 a 3. Na final, Marcus enfrentou o canadense Crispin Duenas e perdeu por 6 a 4.

“Sinto que o ouro não veio por muito pouco. Vim para essa competição com dois objetivos: bater o recorde brasileiro e conquistar a vaga olímpica. Consegui ambos. E ainda veio essa medalha de prata inédita. Estou muito feliz em estar escrevendo essa história”, disse.

Bernardo disputou a decisão pelo bronze, mas perdeu para o canadense Eric Peters por 7 a 1. O Brasil ainda disputou a decisão pela medalha de bronze no  arco recurvo feminino por equipes, mas acabou superado pela Colômbia, por 5 a 1. O país foi representado por Ane Marcelle dos Santos, Graziela dos Santos e Ana Luiza Caetano.

Caratê

O bicampeão mundial Douglas Brose ficou com a medalha de prata ao perder a final da categoria até 60kg para o chileno Joaquin Lavín por 2 a 0. Na categoria até 75kg, Hernani Veríssimo perdeu a final para Thom Scott, dos Estados Unidos, por 2 a 1, e também ficou com a prata. Já na categoria até 67kg, Vinícius Figueira ficou com o bronze na categoria até 67 kg depois de perder a semifinal para o chileno Camilo Veloso por 7 a 4.

Marcha atlética

O dia ainda teve a competição da marcha atlética de 50km. Caio Bonfim ficou em quarto lugar, com 3h57m54, na prova masculina. O equatoriano Claudio Paulino Villanueva foi medalha de ouro, com 3h50min01, à frente do mexicano Horacio Nava, com 3h51min45, e do colombiano Diego Juan Pinzon, com 3h53min49.

No feminino, Viviane Santana Lyra também terminou na quarta colocação, com 4h22min46. O pódio foi formado pela equatoriana Johana Ordoñez, com 4h11min12, pela guatemalteca Mirna Sucely Ortiz, com 4h15min21, e pela equatoriana Paolo Bibiana Perez, com 4h16min54.

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: