Domingo, 27 de Setembro de 2020

O Repórter

Cidade das Artes Marciais é inaugurada no Rio de Janeiro

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Redação... - 12 de agosto de 2020 às 17:36 (Atualizada em 12 de agosto de 2020 às 17:48)
Divulgação
A Cidade das Artes Marciais ficará instalada na Barra da Tijuca

RIO (OREPORTER.COM) - Foi inaugurada nesta quarta-feira (12) a Cidade das Artes Marciais. Instalado no Centro Metropolitano, na Barra da Tijuca, Zona Oeste, o local abriga um conjunto de 14 praças que serão batizadas com os nomes de grandes mestres (já falecidos) de diversas lutas marciais. O objetivo é que o local se transforme em um espaço para a prática de lutas e artes marciais.

A inauguração ocorreu na praça que recebe o nome de Jigoro Kano, na Avenida Abelardo Bueno, próxima ao Shopping Metropolitano. Também ganharam nomes de praças personalidades do mundo das artes marciais como Família Gracie, Munir Salomão, Conde Koma, Professor Pedro Gama Filho, Santa Rosa, Mestre Pastinhas, Sensei Tanaka, Nam Ho Lee, Mestre Luis Alves, Fausto Brunocilla, Mestre Walter Guimarães, Mestre Oswaldo Fadda e Mestre Bimba. A proposta é do vereador Arar, que também é faixa preta de jiu jitsu. A Cidade das Artes Marciais tem o apoio do projeto Escola de Lutas, da Secretaria Municipal de Educação.

"A Escola de Lutas, lançada em outubro do ano passado, tem levado a prática de lutas marciais para alunos das escolas municipais. Boxe, muay thai, jiu-jitsu e capoeira são algumas das modalidades oferecidas nas 1.000 unidades atendidas. Por causa da pandemia, que provocou o fechamento das escolas, teve que ser suspenso, mas voltará a acontecer", disse a secretária municipal de Educação, Talma Romero Suane.

Agora, o Escola de Lutas retornará com atividades em equipamentos públicos do município, atendendo todas as normas e protocolos de segurança. A programação será anunciada em breve. O coordenador do projeto Escola de Lutas, Fabrício Xavier, destaca a importância de lembrar os grandes nomes das lutas marciais.

"O turismo marcial movimenta milhares de pessoas no Japão por ano, por exemplo. Do Rio de Janeiro saem profissionais muito capacitados, mas não víamos a valorização da luta em relação ao turismo. Agora, haverá esse reconhecimento e oportunidade", destacou o coordenador do Escola de Lutas.

Também foi lançada a primeira etapa da "Calçada da Fama", com 60 nomes escolhidos por uma curadoria: Helio Gracie, Carlson Gracie, Minotauro, Claudio Coelho, Marco Ruas, Renzo Gracie, entre outros, estão entre os homenageados. A curadoria é do professor Fabrício Xavier, do Escola de Lutas; do comentarista do canal Combate, Marcelo Alonso; do colunista do jornal Extra e Rede TV, Fernando Osmar Portela Flores; do presidente da Federação de Judô do Estado do Rio de Janeiro, Jucinei Gonçalves da Costa; e do fundador da Abadá-Capoeira, Mestre Camisa.

Saiba mais

Fique por dentro das notícias do Rio de Janeiro seguindo as nossas redes sociais. Estamos no Facebook , no Instagram, no Twitter e no Telegram. Você também pode falar conosco pelo nosso WhatsappOREPORTER.COM, Informação de verdade na Internet.

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: