Sexta, 05 de Junho de 2020

O Repórter

Coronavírus: Lojas são interditadas por desrespeitarem decreto no Rio

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Redação... - 28 de março de 2020 às 15:25 (Atualizada em 28 de março de 2020 às 19:57)
Divugação
Fiscalização verifica se lojas estão cumprindo decreto

RIO (OREPORTER.COM) - A Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), órgão da Prefeitura do Rio de Janeiro,  segue com as ações conjuntas para fiscalizar o fechamento obrigatório de parte do comércio. O objetivo é cumprir o decreto municipal que estabelece medidas de combate ao novo coronavírus (Covid-19). Neste sábado (28), duas lojas do bairro da Praça Seca, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, foram interditadas. 

Os estabelecimentos fechados foram uma de utilidades domésticas na Rua Baronesa e a outra de produtos naturais na Rua Cândido Benício. No roteiro da fiscalização também estão a comunidade do Terreirão, no Recreio dos Bandeirantes, bem como a orla do bairro, Vila Valqueire e orla da Barra da Tijuca.

Houve fiscalização também na sexta-feira (27). Dezesseis estabelecimentos foram fechados em Campo Grande e no Centro por não se enquadrarem como serviços essenciais previstos pelo decreto municipal, e sete se adequaram às novas normas de funcionamento (como restaurantes limitando-se ao serviço de delivery e padarias sem serviço de balcão). Toda a fiscalização foi planejada em atendimento a demandas de cidadãos registradas na Central 1746 (telefone, site ou aplicativo), denunciando o funcionamento irregular de comércios variados.

A restrição também abrange o comércio ambulante. Ontem, 12 produtos de limpeza e um banner foram apreendidos em Campo Grande, e levados para o depósito público municipal.

Em uma semana, foram fiscalizados 911 estabelecimentos comerciais em toda a cidade. Destes, 657 fecharam após a orientação dos agentes municipais.

Saiba mais

Fique por dentro das notícias do Rio de Janeiro seguindo as nossas redes sociais. Estamos no Facebook , no Instagram e no Twitter. Você também pode falar conosco pelo nosso WhatsappOREPORTER.COM, Informação de verdade na Internet.

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: