Terça, 04 de Agosto de 2020

O Repórter

Deus criou tudo para a existência

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Redação... - 17 de junho de 2020 às 11:00 (Atualizada em 17 de junho de 2020 às 12:19)

Por Monsenhor Jonas Abib*

A coisa mais linda que Deus deu a nós foi a liberdade. Ele cuida de nós, mas nós somos livres. E muitíssimas coisas não dependem de nós. Muitas vezes, jovens bebem, saem em alta velocidade nos carros e acontece um acidente. Pai e mãe vão dizer: “mas por que Deus fez isso com meu filho?” Não foi Deus, foi a liberdade humana que, infelizmente, seu filho usou mal.

Também as coisas que o homem cria podem falhar, como um carro, ou um avião em acidentes. Nós no volante também falhamos. Quantas vezes falhamos, e logo jogamos a culpa em Deus, como se Ele nos controlasse por fios.

A vida humana é uma perfeição, por outro lado nosso corpo é muito frágil. Quantas vezes descuidamos da nossa saúde e os vírus e micróbios nos pegam e atingem a nossa saúde. E nós gostaríamos que Deus ficasse controlando até mesmo os vírus, com aquelas cordinhas, “com meu filho não!”

Percebe? O erro de tudo está justamente naquilo que o diabo faz, ele quer colocar em nossas cabeças que Deus é o culpado “disso”, dos acontecimentos ruins: Ele fez de propósito, “tirou essa pessoa”, “trouxe essa doença para essa criança inocente”, até nos faz dizer que “Se Deus existisse, não haveria crianças inocentes sofrendo”.

E nós não nos lembramos de uma outra coisa importantíssima que está na Palavra de Deus: “Não procureis a morte por uma vida desregrada, não sejais o próprio artífice da vossa perda. Deus não é o autor da morte. A perdição dos vivos não lhe dá alegria alguma. Ele criou tudo para a existência. E as criaturas do mundo devem cooperar para a salvação, nelas nenhum princípio é funesto, e a morte não é a rainha da terra, porque a justiça é imortal” (Sb 1,12-13).

Seu irmão,
Monsenhor Jonas Abib

*Fundador da Comunidade Canção Nova, presidente da Fundação João Paulo II, mantenedora do Sistema Canção Nova de Comunicação, em Cachoeira Paulista (SP) e reitor do Santuário do Pai das Misericórdias. É um dos religiosos que mais se destacou utilizando os meios de comunicação na ação evangelizadora da Igreja Católica, na América Latina. Autor de 57 livros, CDs e DVDs, além de várias palestras em áudio e vídeo.

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: