Sexta, 18 de Outubro de 2019

O Repórter

Gabriel Jesus desencanta, Brasil vence a Argentina e vai à final da Copa América

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Rafael Max - 02 de julho de 2019 às 23:26
Felipe Moreno / MoWA Press
Gabriel Jesus foi o destaque da vitória brasileira

BELO HORIZONTE (OREPORTER.COM) - Gabriel Jesus não marcava com a camisa da seleção brasileira desde 2017, passando em branco até mesmo na Copa do Mundo da Rússia. Mas quis o destino que o atacante voltasse a balançar as redes logo contra o maior rival do time verde e amarelo. Com um gol e uma assistência, o jogador foi o destaque na vitória por 2 a 0 contra a Argentina, no Mineirão, resultado que deu a vaga ao Brasil na final da Copa América.

Em campo, o Brasil foi ao ataque logo no primeiro minuto. Firmino recebeu a bola vinda de Casemiro, fez o chute e obrigou o goleiro Armani a trabalhar. No entanto, o lance já havia sido paralisado por impedimento.

O começo de jogo foi favorável para o Brasil, que continuou a trabalhar a bola no campo ofensivo. A Argentina estava fechada nos minutos iniciais, mas apareceu aos 11 minutos em um chute de Paredes que passou perto do travessão brasileiro.

Antes que a Argentina ameaçasse ainda mais, o Brasil balançou a rede no Mineirão. Aos 18, Daniel Alves iniciou a jogada e fez um bom passe para Philippe Coutinho. A bola ficou com Gabriel Jesus, que não deu moleza para o goleiro e abriu o placar para a equipe verde e amarela.


Jesus não deu chance para os argentinos (Foto: Pedro Martins / MowaPress)

Os argentinos, então, tiveram que trabalhar para tentar o empate. Chance perigosa veio aos 29, quando Messi cobrou falta, e Agüero cabeceou no travessão. Antes que os adversários aproveitassem o rebote, a defesa brasileira conseguiu tirar.

A partir daí, a Argentina seguiu na pressão total, enquanto que a defesa brasileira suava para impedir uma reação adversária. O Brasil voltou a trabalhar no taque durante a reta final do primeiro tempo, mas sem ampliar a vantagem. Assim, o time verde e amarelo foi para o vestiário com a vantagem mínima no placar.

Na segunda etapa, a Argentina deu mais trabalho aos brasileiros. Aos quatro, Lautaro Martínez arriscou para a defesa de Alisson. Aos seis, Messi entregou a bola para De Paul, que chutou por cima do gol.

O Brasil respondeu aos 10 minutos, com nova jogada iniciada por Daniel Alves. O lateral deixou com Gabriel Jesus, que entregou para Coutinho. O chute, porém, passou por cima do gol.

Quem continuava a dar susto era a Argentina. Aos 11, Messi acertou a bola na trave, mas os adversários não conseguiram aproveitar a sobra. Já aos 20, o jogador do Barcelona cobrou falta para a defesa de Alisson.

Depois de Argentina ter dado trabalho, o Brasil voltou ao ataque e conseguiu marcar. Aos 25, Gabriel Jesus partiu em velocidade, entregou a bola para Firmino, que finalizou e deixou o Brasil mais perto da vaga. Festa da torcida no Mineirão.


Firmino fez o segundo gol do Brasil (Foto: Felipe Moreno / MoWA Press)

Na reta final da primeira etapa, o Brasil passou a segurar a pressão argentina. Aos 35, Alisson pegou a bola após cruzamento de Dí María. Os brasileiros retomaram a posse de bola para administrar a vantagem, fazendo a torcida gritar "olé" nas arquibancadas. Os argentinos não conseguiram produzir nos acréscimos, e a vitória ficou com o Brasil no Mineirão.

Próximo jogo

O Brasil volta a jogar neste domingo (7), às 17 horas, no Maracanã, contra o vencedor do jogo entre Chile e Peru. Um dia antes, a Argentina duela pela disputa do terceiro lugar, às 16 horas, na Arena Corinthians.

FICHA TÉCNICA
BRASIL 2 X 0 ARGENTINA

Local: Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Roddy Zambrano (Equador)
Assistentes: Christian Lescano (Equador) e Byron Moreno (Equador)

Cartões amarelos: Daniel Alves, Allan (BRA); Tagliafico, Acuña, Foyth, Lautaro Martínez (ARG)

GOLS: Gabriel Jesus e Roberto Firmino (BRA)

BRASIL: Alisson, Daniel Alves, Thiago Silva, Marquinhos (Miranda) e Alex Sandro; Arthur, Casemiro e Philippe Coutinho; Everton (Willian), Gabriel Jesus (Allan) e Roberto Firmino. Técnico: Tite

ARGENTINA: Franco Armani, Juan Foyth, Germán Pezzella, Nicolás Otamendi e Nicolás Tagliafico (Dybala); Rodrigo De Paul (Lo Celso), Leandro Paredes e Marcos Acuña (Di Maria); Lionel Messi, Lautaro Martínez e Sergio Agüero. Técnico: Lionel Scaloni

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: