Domingo, 28 de Novembro de 2021

O Repórter

Gaethje é o campeão interino dos leves do UFC; Cejudo mantém título dos galos

Vicente Luque consegue grande vitória, enquanto que Fabrício Werdum perde em disputa equilibrada

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Redação... - 10 de maio de 2020 às 07:00 (Atualizada em 22 de maio de 2020 às 11:24)
Divulgação/UFC
Gaethje venceu no UFC 249

JACKSONVILLE, EUA (OREPORTER.COM) - O Ultimate Fighting Championship retomou as suas atividades neste sábado (9), com o UFC 249. Realizado com portões fechados ainda em consequência da pandemia de coronavírus, o evento coroou Justin Gaethje como o campeão interino dos leves. Já Henry Cejudo manteve o título dos galos da organização.

Gaethje entrou na vaga de Khabib Nurmagomedov, campeão linear da categoria e que encontra-se em isolamento na Rússia. Ele encarou Tony Ferguson e venceu após cinco rounds, por nocaute técnico. Na luta, Gaethje começou variando cruzados com chutes baixos, enquanto que o adversário apostava na movimentação.

No segundo round, Gaethje buscou mais os chutes baixos para diminuir a movimentação do rival. Ele começou a encaixar os golpes, mas o oponente demonstrava resistência. O combate ainda ganhou mais movimentação na reta final do assalto.

O terceiro round começou com Gaethje mandando seus cruzados, conseguindo acertar o oponente. Ferguson recuou, mas depois voltou a apostar nas combinações de boxe. Ainda assim, a vantagem seguia com Gaethje.

Gaethe seguiu superior no combate em pé durante o quarto assalto. Depois, no quinto round, Fergunson levou vários golpes e seguiu de pé, mas o árbitro preferiu interromper e decretar o nocaite.

Cejudo segue campeão

Henry Cejudo colocou o cinturão dos galos em jogo no duelo contra Dominick Cruz e venceu o duelo no segundo assalto por nocaute técnico. 


Cejudo acerta golpe em Dominick Cruz (Foto: Divulgação/UFC)

Cejudo apostou bastante nos golpes em pé e investiu ainda mais no segundo assalto. O desafiante buscou a reação, mas o campeão acertava mais. Na reta final, Cejudo acertou uma joelhada na cabeça de Cruz, que foi ao solo. Após uma sequência de golpes no ground and pound, o árbitro decretou o fim da luta.

Após a vitória, Cejudo anunciou que estava se aposentando do esporte: "Quero fazer um anúncio: Dana, UFC, obrigado por tudo, estou muito feliz com a minha carreira. Tenho 33 anos, treino desde os 11 e quero curtir a vida e minha família. Estou me aposentando", disse o lutador.

Nocaute brutal

Outro destaque ficou por conta do camaronês Francis Ngannou. Ele nocauteou o surinamês Jairzinho Rozenstruik com 20 segundos de luta. Dessa forma, o lutador africano quebrou a sequência do rival, que já durava dez lutas.

Ngannou alcançou a sua quarta vitória seguida. Ele busca uma nova chance de tentar o título dos pesados da organização.

Brasileiros

Vicente Luque foi o grande destaque do Brasil no UFC 249. Ele conseguiu uma grande vitória sobre Niko Price, em nocaute técnico após interrupção médica no terceiro assalto.


Vicente Luque venceu no UFC 249 (Foto: Divbulgação/UFC)

Os dois atletas foram bastante agressivos durante a luta, mas Price levou a pior. Luque acertou vários golpes no rosto do adversário e também conseguiu um bom cruzado no terceiro round, levando o oponente ao knockdown. Price tentou reagir ne ainda buscou um triângulo, mas o médico não permitiu que ele continuasse a luta. Com o rosto bastante castigado, ele estava com o olho direito completamente fechados. Assim, Luque foi declarado como vencedor.

Quem também esteve presente foi Fabrício Werdum, que voltou a lutar após dois anos fora devido a uma suspensão por doping. Ele encarou Alexey Oleynik, mas perdeu por decisão dividida (29-28, 28-29 e 29-28).

Werdum foi dominado no primeiro assalto, pois o oponente era superior nos golpes. No segundo assalto, Werdum mreagiu e tentou uma guilhotina logo no começo. Depois, o "Vai Cavalo" ainda conseguiu uma queda e tentou trabalhar no solo.

O terceiro assalto foi equilibrado. Werdum teve chances e buscou a finalização, enquanto que  Oleynik buscava os golpes em pé. O júri, dividido, deu vitória para o russo.

Resultados

CARD PRINCIPAL

Justin Gaethje venceu Tony Ferguson por nocaute técnico aos 3m39s do 5º round

Henry Cejudo venceu Dominick Cruz por nocaute técnico aos 4m58s do 2º round

Francis Ngannou venceu Jairzinho Rozenstruik por nocaute aos 20s do 1º round

Calvin Kattar venceu Jeremy Stephens por nocaute aos 2m42s do 2º round

Greg Hardy venceu Yorgan de Castro por decisão unânime (triplo 30-27)

CARD PRELIMINAR

Anthony Pettis venceu Donald Cerrone por decisão unânime (triplo 29-28)

Alexey Oleinik venceu Fabrício Werdum por decisão dividida (28-29, 29-28 e 29-28)

Carla Esparza venceu Michelle Waterson por decisão dividida (27-30, 29-28 e 30-27)

Vicente Luque venceu Niko Price por nocaute técnico (interrupção médica) aos 3m37s do 3º round

Bryce Mitchell venceu Charles Rosa por decisão unânime (30-25, 30-25 e 30-24)

Ryan Spann venceu Sam Alvey por decisão dividida (29-28, 28-29 e 29-28)

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: