Sexta, 03 de Dezembro de 2021

O Repórter

Governador anuncia repasse de R$ 1 bilhão para universidades paulistas

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Redação.. - 20 de outubro de 2021 às 14:52 (Atualizada em 20 de outubro de 2021 às 14:53)
Divulgação

SÃO PAULO (Agência Brasil) - O governador de São Paulo, João Doria, anunciou hoje (2) o repasse de R$ 1 bilhão para as três universidades paulistas até o final deste ano, como crédito suplementar. O dinheiro será para as universidade de São Paulo (USP), Estadual Paulista (Unesp) e Estadual de Campinas (Unicamp).

Segundo o reitor da USP, Vahan Agopyan, esses recursos já foram liberados e estão sendo utilizados pelas três universidades. “Esses recursos estão chegando em um momento muito importante. As três universidades estaduais paulistas estão acelerando e aumentando as atividades presenciais em seus campi. E com esses recursos, que já estão liberados e, portanto, já estamos utilizando, além da modernização, vamos melhorar a segurança para nossos alunos, servidores e docentes”.

Além do crédito suplementar, Doria confirmou um orçamento de R$ 17 bilhões para o próximo ano para as três universidades e para a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). Esse orçamento, segundo Doria, integra um plano de investimentos elaborado pelas universidades e também uma melhoria na infraestrutura física e tecnológica. De acordo com ele, esse é o maior orçamento da história para essas instituições.

Com esse aporte, a USP terá em 2022 um orçamento de R$ 7,6 bilhões, a Unesp de R$ 3,8 bilhões e a Unicamp, de R$ 3,7 bilhões. Já o orçamento da Fapesp para o próximo ano será de R$ 1,85 bilhão.

Contratação

O governador de São Paulo, João Doria, também anunciou a contratação de 1.070 profissionais de saúde para atuar nos hospitais e serviços da rede estadual. Segundo o governador, esses profissionais vão reforçar as equipes dos hospitais públicos e atender o aumento de demanda por serviços de saúde represados por causa da pandemia da covid-19.

A previsão é de que as contratações ocorram até dezembro.

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: