Sexta, 14 de Agosto de 2020

O Repórter

Índice de criminalidade no Rio apresenta queda no primeiro semestre de 2020

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Redação... - 16 de julho de 2020 às 11:00 (Atualizada em 16 de julho de 2020 às 11:30)

RIO (OREPORTER.COM) - O Instituto de Segurança Pública apresentou os dados relativos à criminalidade no Rio de Janeiro referentes ao primeiro semestre de 2020. Segundo o órgão, houve  1.987 vítimas dos chamados crimes violentos letais intencionais (homicídio doloso, roubo seguido de morte e lesão corporal seguida de morte) nos seis primeiros meses de 2020, sendo 294 em junho – foi o menor valor para o primeiro semestre desde 1998. Na comparação com o ano passado, o indicador apresentou queda de 9% em relação ao primeiro semestre do ano e de 14% em relação a junho.

Em relação apenas aos homicídios dolosos, foram 1.898 vítimas nos seis primeiros meses de 2020 e 256 em junho -  o menor para o acumulado e para o mês desde 1991. Na comparação com o ano passado, o indicador apresentou queda de 9% em relação ao primeiro semestre do ano e de 23% em relação a junho.

Sobre mortes por intervenção por agentes do Estado, foram 775 mortes nos seis primeiros meses de 2020 e 34 em junho. Na comparação com o ano passado, o indicador apresentou redução de 12% em relação ao primeiro semestre do ano e redução de 78% em relação a junho.

No índice de roubis de carga, foram 2.556 casos nos seis primeiros meses de 2020 e 404 em junho. Comparando com os mesmos períodos do ano passadoi houve queda de 36% em relação ao primeiro semestre do ano e de 33% em relação a junho.

De acordo com o indicador, foram 13.797 ocorrênciasde roubo de veículos nos seis primeiros meses de 2020 e 1.744 em junho. Na comparação com o ano passado, o indicador apresentou queda de 36% em relação ao primeiro semestre do ano e de 44% em relação a junho.

Já em relação ao roubo de rua, houve 37.763 registros nos seis primeiros meses de 2020 e 4.385 em junho. Houve queda de 42% em relação ao primeiro semestre do ano passado e de 54% em relação a junho.

Os dados são referentes aos registros de ocorrência lavrados nas delegacias de Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro. O ISP destaca que a queda dos índices podem ser por causa do distanciamento social, que ajudou na redução da criminalidade, e da diminuição dos registros das ocorrências, resultando em subnotificações.

Crimes durante a quarentena

De acordo com os dados coletados pelo ISP, houve queda nos casos de violência doméstica registradas nas Delegacias da Secretaria de Estado de Polícia Civil: 58,6% do número de mulheres vítimas de Violência Moral; 56,7% do de Violência Patrimonial; 51,5% das vítimas de Violência Psicológica; 41,8% das de Violência Sexual; e de 40,2% das vítimas de Violência Física. Os crimes tipificados pela Lei Maria da Penha também apresentaram diminuição: 41,6%.

Apesar do número de vítimas ter apresentado queda nos crimes analisados, a proporção de crimes que ocorreram em casa aumentou para os crimes mais graves. No período analisado em 2020, 67,2% das mulheres vítimas de Violência Física (60,3% em 2019) e 68,0% de Violência Sexual (57,4% em 2019) foram vitimadas dentro de casa.

Saiba mais

Fique por dentro das notícias do Rio de Janeiro seguindo as nossas redes sociais. Estamos no Facebook , no Instagram, no Twitter e no Telegram. Você também pode falar conosco pelo nosso WhatsappOREPORTER.COM, Informação de verdade na Internet.

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: