Quarta, 26 de Junho de 2019

O Repórter

Jéssica Andrade nocauteia Namajunas e fatura o título dos palhas do UFC

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Redação... - 12 de maio de 2019 às 09:00
Divulgação/UFC
Namajunas levou a pior diante de Jéssica Andrade

RIO (OREPORTER.COM) - O Brasil conheceu a mais nova campeã do Ultimate Fighting Championship na madrugada deste domingo (12). Jéssica "Bate Estaca" Andrade nocauteou a americana Rose Namajunas no segundo assalto e conquistou o cinturão peso-palha, na Arena da Barra, pela luta principal do UFC 237.

No octógono, Jéssica começou a luta buscando encurtar a distância para cima da então campeã, que se movimentava e golpeava a brasileira. A brasileira chegou a levar o duelo para o solo e chegou a tentar encaixar uma chave de braço. De volta ao duelo em pé, a Bate Estaca levou um knockdown, mas prosseguiu. 

Jéssica mostrou a que veio no assalto seguinte. Namajunas atacava, mas quem gerou mais impacto foi a brasileira. No duelo próximo às grades, a brasileira pegou a campeã e a jogou ao solo. A americana caiu e não se levantou mais, encerrando o duelo.

Jéssica Andrade venceu no UFC 237, no Rio (Foto: Divulgação/UFC)

Após a vitória, Jéssica homenageou o seu treinador, Gilliard Paraná, que a revelou no mundo das artes marciais. "Esse cinturão é desse cara aqui. Sem ele eu não teria chegado aqui hoje. Se ele não tivesse montado a academia dele na sala da casa da mãe dele, eu não estaria aqui hoje", declarou.

Foi a 20ª vitória da carreira de Jéssica Andrade, que possui apenas seis derrotas. A brasileira ainda emplacou a sua quarta vitória seguida, tendo já vencido Claudiinha Gadelha, Tecia Torres e Karolina Kowalkiewicz.

Anderson Silva e José Aldo perdem

Os "medalhões" do UFC não se saíram bem no Rio de Janeiro. O co-main event da notie teve a presença de Anderson Silva, que não resistiu a Jared Cannonier e acabou nocauteado. Além disso, o ex-campeão dos médios acabou machucando o joelho ao perder a luta.

A vitória de Cannonier veio ainda no primeiro assalto. Com um chute baixo, o americano colocou o brasileiro para baixo, que caiu sentindo muitas dores no joelho. Anderson Silva não vence no UFC desde 2017, quando derrotou Derek Brunson. Antes da derrota deste domingo, ele ainda perdeu para Israel Adesanya, em fevereiro deste ano.

Outro nome que lutou no UFC 237 foi José Aldo. O ex-campeão dos penas resistiu, mas acabou derrotado pelo australiano Alexander Volkanovski por decisão unânime após três rounds. O brasileiro tomou a iniciativa nos dois primeiros rounds, mas faltaram golpes contundentes. O australiano, demonstrava mais agressividade, apóstando no duelo nas grades e nas joelhadas. A luta ficou mais franca no terceiro assalto, mas o adversário voltou a levar o duelo para os cantos, tirando os espaços do brasileiro. Por fim, vitória por um tirplo 30-27 para o visitante.

Todos os resultados

CARD PRINCIPAL

Jéssica Bate-Estaca venceu Rose Namajunas por nocaute aos 2m58 do R2

Jared Cannonier venceu Anderson Silva por nocaute técnico aos 4m47 do R1

Alexander Volkanovski venceu José Aldo por decisão unânime (triplo 30-27)

Laureano Staropoli venceu Thiago Pitbull por decisão unânime (30-27, 30-27 e 29-28) 

Irene Aldana venceu Bethe Correia por finalização aos 3m24 do R3

CARD PRELIMINAR

Ryan Spann venceu Rogério Minotouro por nocaute aos 2m07 do R1

Thiago Moisés venceu Kurt Holobaugh por decisão unânime (30-26, 30-26 e 30-27)

Warlley Alves venceu Sérgio Moraes por nocaute aos 4m13 do R3

Clay Guida venceu BJ Penn por decisão unânime (29-28, 29-28 e 29-27)

Luana Dread venceu Priscila Pedrita por decisão unânime (30-26, 30-26 e 29-27)

Raoni Barcelos venceu Carlos Huachin por nocaute aos 2m49 do R2

Viviane Araújo venceu Talita Bernardo por nocaute aos 48s do R3

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: