Domingo, 28 de Novembro de 2021

O Repórter

Deus nos dá a dignidade de filho

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Redação... - 18 de maio de 2021 às 10:00 (Atualizada em 18 de maio de 2021 às 12:16)

Por Monsenhor Jonas Abib*

Quantas pessoas morrendo de remorso... Interessante que o remorso é totalmente diferente do arrependimento. Arrependemo-nos diante de Deus, quando reconhecemos que erramos, pecamos, e depois, como o filho pródigo, vamos nos encontrar com o Pai Misericordioso.

O remorso é uma coisa contra nós mesmos, porque quando a gente não se perdoa, se culpa. Quanta gente sem paz, se enterrando na depressão, numa tristeza mortal por causa desse sentimento de culpa. O inimigo faz isso, ele tira tudo, rouba a dignidade de filho, o anel da herança, nos deixa a pé, como o filho pródigo que não tinha mais nada, nem mais os chinelos.

Mas no final dessa parábola o Senhor mostra o que Ele faz com os filhos que voltam. E talvez você tenha voltado, mas ainda esteja com as túnicas sujas, velhas, esfarrapadas. Talvez esteja ainda sem o anel de filho, não esteja se sentindo filho, uma pessoa amada, querida por Deus. Talvez esteja a pé, se sentindo culpada, carregando remorso.

A primeira coisa que Ele quer dar a você é a dignidade de filho, tirar esse sentimento de culpa. O inimigo não pode continuar de dedo levantado acusando você, colocando você no chão por causa das coisas que ele mesmo levou você a fazer.

A Parábola explica bem: primeiro o inimigo levou o filho pródigo a partir para as aventuras. Depois, a cometer muitos erros. É isso que ele faz mesmo, leva a gente para experimentar de tudo, passar por todas as emoções, sentir todos os tipos de prazeres, até a gente se sentir um nada.

Quando já nos roubou “tudo”, até as nossas vestes, nos deixa a pé, joga culpa em cima de nós. E se não fosse o Pai para nos receber, realmente nós estaríamos a pé, sem condições. Mas graças a Deus, nós temos um Pai para voltarmos e Ele nos recebe de braços abertos!

Seu irmão,
Monsenhor Jonas Abib

*Fundador da Comunidade Canção Nova, presidente da Fundação João Paulo II, mantenedora do Sistema Canção Nova de Comunicação, em Cachoeira Paulista (SP) e reitor do Santuário do Pai das Misericórdias. É um dos religiosos que mais se destacou utilizando os meios de comunicação na ação evangelizadora da Igreja Católica, na América Latina. Autor de 57 livros, CDs e DVDs, além de várias palestras em áudio e vídeo.

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: