Terça, 12 de Novembro de 2019

O Repórter

É preciso perdoar sempre!

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Redação... - 01 de outubro de 2019 às 13:39 (Atualizada em 01 de outubro de 2019 às 13:40)

Por Monsenhor Jobas Abib*

O amor precisa ser maior do que qualquer briga, desentendimento e diferença de opinião. Por isso, quando o irmão errar com você, a palavra de ordem deverá ser: “Vai corrigi-lo, tu e ele a sós!” (Mt 18,15).

Quando expomos uma pessoa, cometemos um pecado maior do que aquele que ela cometeu conosco. Silencie, isso é amor! Quando insistimos em falar, pecamos contra ele, contra a Igreja.

Calar não destrói, enquanto falar do outro causa destruição. A Palavra de Deus nos diz: se você for se reconciliar e o irmão não aceitar, converse com mais alguém, com uma ou duas testemunhas, isto é pessoas interessadas em ajudar, não em acusar. Na presença delas, tudo se resolverá.

Invista tudo na reconciliação, pois Jesus veio para reconciliar e perdoar. A cruz reconcilia a terra e o Céu. O próprio sinal da cruz é reconciliação. No Evangelho de São Mateus, vemos Pedro indagando Jesus: “Senhor, quantas vezes devo perdoar, se meu irmão pecar contra mim?” (Mt 18,21).

Como resposta, Jesus conta a parábola do servo cruel, cuja dívida muito alta foi perdoada pelo seu senhor, mas que, logo depois de ser perdoado, foi cobrar o companheiro que lhe devia uma quantia relativamente pequena; não usou de misericórdia com ele e o colocou no cárcere até que pagasse o que devia.

Não podemos nos cansar de perdoar. Por isso o Senhor nos diz: “Não fiqueis devendo nada a ninguém… a não ser o amor que deveis uns aos outros, pois quem ama o próximo cumpre plenamente a Lei” (Rm 13,8). Todos os mandamentos se resumem nestas palavras: “Amarás teu próximo como a ti mesmo” (Mc12,31). É preciso amar sempre!

Seu irmão,
Monsenhor Jonas Abib

*Fundador da Comunidade Canção Nova, presidente da Fundação João Paulo II, mantenedora do Sistema Canção Nova de Comunicação, em Cachoeira Paulista (SP) e reitor do Santuário do Pai das Misericórdias. É um dos religiosos que mais se destacou utilizando os meios de comunicação na ação evangelizadora da Igreja Católica, na América Latina. Autor de 57 livros, CDs e DVDs, além de várias palestras em áudio e vídeo.

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: