Quarta, 01 de Dezembro de 2021

O Repórter

Somos sementes

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Redação... - 20 de outubro de 2020 às 11:00 (Atualizada em 20 de outubro de 2020 às 20:21)

Por Monsenhor Jonas Abib*

Hoje o Senhor está plantando sementes. Você faz parte dessas sementes! “Na verdade, na verdade vos digo que, se o grão de trigo, caindo na terra, não morrer, fica ele só; mas se morrer, dá muito fruto” (Jo 12, 24).

Plantar uma semente, num primeiro momento, é uma decepção, pois ela está aí bonita, selecionada, mas, de repente, a pegam, colocam numa cova e depois cobrem com terra. Quando vem a umidade, aquela semente começa a “apodrecer”.

Parece contraditório, mas algo maravilhoso está acontecendo. Dentro dela há vida, e é preciso que ela seja sepultada, coberta e a umidade comece a tocá-la e apodrecê-la, para que a própria massa seja o primeiro adubo, elemento que desperta o gérmen de vida que está ali na semente.

Quando de dentro da semente começa a surgir aquele gérmen de vida, é uma maravilha. Para cima está surgindo aquele brotinho verde e para baixo está descendo a raiz. E muitas vezes é uma planta, um pé de milho, feijão, ou uma árvore, grande ou não, que vai produzir ramas, folhas, frutos.

O grão de trigo podia protestar e dizer: “não, eu não me deixo semear, eu quero ficar do jeito que estou”, mas ele vai ficar só, e será apenas um grão de trigo, de milho ou feijão. Contudo, se ele aceita ser semeado, morrer, apodrecer ali na sua massa, dentro dele o gérmen de vida que já existe vai brotar e dará uma planta, que produzirá frutos e muitas sementes, não ficará só.

Jesus contemplou que seria assim com Ele, e aceita do fundo do coração tudo aquilo que precisaria viver, nos dias próximos à Sua morte, porque entendia quais seriam os frutos.

Eu e você somos frutos desse sacrifício de Jesus, dessa aceitação de ser o grão jogado na terra, sepultado. Ele aceitou do fundo do Seu coração passar por tudo isso, e não foi pouca coisa. Como Jesus, aceitemos também do fundo do nosso coração que sejamos “semeados”.

Seu irmão,
Monsenhor Jonas Abib

*Fundador da Comunidade Canção Nova, presidente da Fundação João Paulo II, mantenedora do Sistema Canção Nova de Comunicação, em Cachoeira Paulista (SP) e reitor do Santuário do Pai das Misericórdias. É um dos religiosos que mais se destacou utilizando os meios de comunicação na ação evangelizadora da Igreja Católica, na América Latina. Autor de 57 livros, CDs e DVDs, além de várias palestras em áudio e vídeo.

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: