Sexta, 03 de Dezembro de 2021

O Repórter

Jornalista e acadêmico Luiz Paulo Horta morre no Rio

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Redação - 03 de agosto de 2013 às 12:38 (Atualizada em 03 de agosto de 2013 às 14:01)

RIO DE JANEIRO (O REPÓRTER) - O jornalista e acadêmico Luiz Paulo Horta morreu na manhã deste sábado (3), aos 69 anos, em sua casa, no Rio, em decorrência de problemas cardíacos.

Além de jornalista, Horta era escritor, crítico de música clássica e ocupava a cadeira 23 da Academia Brasileira de Letras.

Autor de livros sobre música clássica e teologia, Horta acompanhou ativamente a Jornada Mundial da Juventude, publicando colunas diárias sobre a visita do Papa Francisco ao Brasil, no jornal O Globo, onde exercia também o cargo de colunista.

O corpo será velado a partir das 15h deste sábado na sede da ABL, no centro da cidade. O enterro será no mausoléu da instituição, no cemitério São João Batista, às 11h de domingo.

Paulo Horta nasceu em 14 de agosto de 1943, no Rio de Janeiro. Ele chegou a dar início aos estudos de Direito na PUC-RJ, mas abandonou para se dedicar ao jornalismo, tendo trabalhado no Correio da Manhã, Jornal do Brasil e O Globo, onde mantinha uma coluna e fazia críticas de música.

Sua mais recente análise para o jornal foi sobre a Jornada Mundial da Juventude, em que afirmou que o Papa se revelou um "comunicador incomparável, capaz de dizer coisas profundas na linguagem mais simples"..

O jornalista também fundou e dirigiu a seção de música do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro e um grupo de estudos bíblicos no Centro Loyola da PUC.RJ.

Tags:
Luiz Paulo Horta, morte, jornalismo, luto
  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: