Sábado, 04 de Abril de 2020

O Repórter

Kickboxing: Disputa feminina será a atração principal do WGP 51

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Redação... - 21 de novembro de 2018 às 11:30 (Atualizada em 21 de novembro de 2018 às 16:54)
David Leite/WGP

RIO (OREPORTER.COM) - Principal evento de Kickboxing no Brasil, o WGP fará a edição 51 neste sábado (24). O ginásio da Asceb, em Brasília, receberá Val Stanski, campeã dos super-médios feminino (+70kg) e a desafiante Barbara Nepomuceno. As duas voltam a lutar pouco mais de um ano após o primeiro duelo entre elas, vencido por Val.

Nascida e criada em Ponta Grossa, no interior do Paraná, Valdirene Stanski, conhecida como Val, iniciou a trajetória no esporte de forma tardia, apenas aos 27 anos. Com vasto currículo no kickboxing amador, ela fez sua estreia no WGP justamente no primeiro duelo diante da capixaba Barbara Nepomuceno, então campeã. A luta, que foi disputada no Espírito Santo, terminou de uma forma que ninguém esperava. Após low kicks aplicados por Val, Barbara sofreu uma grave lesão no joelho que a impediu de retornar e sagrou Val como a nova campeã dos super-médios. Desde então, a vida de Val mudou e ela conquistou outros dois títulos de expressão com o Mundial de Kickboxing na Hungria e a Copa do Mundo na Turquia, ambos no amador. E sobre a esperada revanche com Barbara, ela não esconde as expectativas. 

“Estou muito preparada, meus treinos são contínuos, então estou sempre afiada. Em relação a primeira luta, eu lamento muito pela lesão e pela forma como terminou, mas infelizmente estamos sujeitas a isso já que o nosso esporte é de contato e torço muito para que agora consigamos fazer uma ótima luta e sairmos as duas saudáveis. Sinto que evoluí bastante desde o último duelo e estou bem tranquila. O cinturão do WGP foi uma grande conquista em minha carreira que começou só em 2013. Pude ganhar também o troféu de melhor atleta da Confederação Brasileira de Kickboxing de 2017 e isso me deixa muito feliz, espero manter esse posto e crescer cada vez mais”, afirma a campeã que é mãe de duas meninas.

Val Stanski também falou sobre os pontos forte de Bárbara e como espera o desfecho do aguardado duelo. “A Bárbara é uma grande atleta, muito técnica e tenho enorme respeito pela sua carreira e seu trabalho. Dentro do ringue somos adversárias, mas fora dele a amizade continua. Tenho me preparado para tudo, mas acredito que o ponto mais forte dela seja a joelhada, então estou de olho nisso para não ser surpreendida. O final perfeito seria uma luta bem técnica, com cada uma mostrando seu trabalho e no final meu braço erguido”, encer

Bárbara faz primeira luta após grave lesão diante de seu único algoz

Aos 28 anos a ex-campeã Bárbara Nepomuceno tem um currículo de respeito. Ela foi a primeira mulher brasileira a ser campeã mundial de kickboxing em modalidades de ringue e soma atuações avassaladoras sobre Camila Guimarães, Talina Moreno e Aylin Sobrino nas suas primeiras apresentações no WGP. Formada em Geografia, Bárbara conciliava suas aulas com a vida de lutadora durante muito tempo até se dedicar totalmente aos treinos em 2014. Agora, prestes a reencontra Val, Barbara Nepomuceno, que era considerada praticamente imbatível, afirma estar 100% recuperada da grave lesão no joelho sofrida na primeira luta e foca em retomar a antiga forma diante de Val Stanski. 

“A preparação foi feita da melhor maneira possível. Estou fisicamente e mentalmente preparada para esse grande desafio. Fiquei muito triste com a forma que terminou nossa última luta, mais pela lesão até do que pela perda do título. Eu amo lutar e ficar esse tempo parada foi muito duro para mim. A recuperação não foi fácil, porém estou pronta para retornar aos ringues. Será a minha primeira luta oficial pós lesão e tenho feito um trabalho físico e principalmente mental muito forte. Acredito que uma mente blindada é importantíssimo para um(a) lutador(a), principalmente no seu retorno após uma derrota ou lesão. Então, nesse período refleti muito sobre meus objetivos na luta e amadureci muito como atleta e ser humano”, afirma. 

Bárbara também falou sobre a chance de lutar em Brasília, sobre Val Stanski e foi só elogios a adversária. “Eu adorei saber que lutaria em Brasília. Tenho muitos amigos morando lá como o mestre Júlio César que é o mestre do meu mestre Augusto Nasser, além da família Inocente que tenho um carinho e admiração muito grande e o Alex Chadud, que apesar de ser de Goiânia fica ali próximo e também estará junto comigo nesse retorno. Em relação a Val, ela é uma atleta duríssima com uma história de vida linda e de muita batalha. É merecedora de todas as conquistas que vem tendo. O seu ponto forte está na força principalmente e é onde acredito ter evoluído mais”, finaliza a capixaba de Vila Velha.

WGP #51 - Stanski vs Nepomuceno

Data: 24/11 (sábado)

Local: Ginásio da Asceb (SGAS I Setor de Grandes Áreas Sul 904 BL J Conjunto A 70390 – Brasília/DF)
Hora: 17h00 (Undercard) / 20h00 (Super Fights) / 21h50 (Main Card)
Ingressos: https://bit.ly/2D5XaEZ 

WGP 51 Main Card

Main Event: WGP Title Bout
Peso Super-Médio Feminino (+70kg)
Val Stanski (On Prime) vs Barbara Nepomuceno (Team Big G) 

Co-Main Event: Challenger GP Final
Peso Cruzador (85,1kg)
Vencedor da Semifinal 1 vs Vencedor da Semifinal 2

Super Fight
Peso Meio-Médio (71,8kg)
Eliezer Silva (Hullks Fight School) vs Junio Terere (Cerrado/Tereré Fight)

Super Fight
Peso Leve (60kg)
Gabriel Gomes Assunção (Cerrado - BRA) vs Facu Suarez (Picante Fight Club - ARG)

Challenger GP: Semifinal 2
Peso Cruzador (85,1kg)
João Pedro Simão (U.R.F Team - BRA) vs Ivan Galaz (Brutal Striker/Alpha Omega - CHI)

Challenger GP: Semifinal 1
Peso Cruzador (85,1kg)
Fabio Alberto (Teixeira Team) vs Maycon Silva (Ponto 1 Fight)

Super Fight
Peso Leve (60kg)
Rafael Sanches (Elysium) vs Mateus Nascimento (Strike/CFhouse)

Super Fight
Peso Meio-Médio (71,8kg)
Gabriel 'Macaco' Siqueira (Team Big G) vs Andre Maranhão (Cia de Lutas Alexandre Guerra)

Super Fight
Peso Cruzador (85,1kg)
Felipe Chaves (RKT) vs Reginaldo Pereira (Casa da Luta)

Super Fight
Peso Leve (60kg)
Guilherme Monteiro (Strike/CFhouse) vs Alessandro Oliveira (Nak)

Super Fight
Peso Leve Feminino (60kg)
Zadir Lacerda (RKT) vs Mirelle Magalhães (Equipe Demolição) 

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: