Quarta, 01 de Dezembro de 2021

O Repórter

Lutadores do Shooto Brasil não batem peso e mudam disputas por cinturão

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Redação... - 25 de julho de 2020 às 22:10 (Atualizada em 26 de julho de 2020 às 01:48)
Divulgação
Rangel Anaconda e Ary Santos duelam neste domingo

RIO (OREPORTER.COM) -  O Shooto Brasil volta com evento neste domingo (26), obedecendo a um rígido protocolo de prevenção contra o coronavírus elaborado em conjunto com a CABMMA (Comissão Atlética Brasileira de MMA). A organização traz um card um card com dez lutas, na Upper Arena, no Rio de Janeiro, além de fazer uma ação de solidariedade para arrecadação de cestas básicas para famílias carentes atingidas pela pandemia. Como não haverá público, a única opção para acompanhar o Shooto Brasil Solidariedade será com a transmissão ao vivo do Canal Combate, a partir das 20 horas.

A pesagem oficial foi realizada neste sábado (26), tirando alguns lutadores da chance por cinturão. No main event, o atual campeão dos leves (até 70,3kg) Fabrício Negão encara o ex-campeão Thiago Manchinha, mas o desafiante ultrapassou cerca de 600g o limite de 70,3kg da divisão. Assim o duelo não vale mais cinturão e Fabrício leva 20% da bolsa de Manchinha. Enquanto no co-main event Ary Santos e Rangel Anaconda também se encarariam pelo cinturão dos super-leves (até 74kg), vago no momento, mas Ary também estourou 900g o limite da divisão e o confronto só vale cinturão em caso de vitória de Rangel, que fica com 30% da bolsa de Santos. O card conta ainda com outras oito lutas. 

Para o Shooto Brasil poder retomar suas atividades foi necessário a elaboração de um rígido protocolo de prevenção contra a COVID-19. Junto com a CABMMA, a organização impôs diversas regras para a realização do evento. Todos os atletas envolvidos no evento serão testados com teste rápido no dia e local da pesagem, que acontece também na Upper Arena, no sábado, dia 25. Assim como os lutadores, seu corners também farão os testes. Apenas este integrante pode acompanhar o atleta durante o evento, exceto na duas lutas pelo cinturão em que será permitida a participação de dois corners. A organização também passará por testes. 

Todos os atletas, corners e demais envolvidos no evento deverão usar máscaras, tanto na pesagem quanto no evento, só retirando na hora de subir no cage. O ambiente será constantemente higienizado, e os vestiários e corners terão marcações no chão para respeitar o distanciamento social. Além disso, os membros das equipes serão orientados a retirar quaisquer adereços como anéis, pulseiras, cordões, brincos e relógios. 

A ação de solidariedade consiste na arrecadação de cestas básicas para diversas comunidades carentes do Rio de Janeiro afetadas pela pandemia. Liderada diretamente pelo presidente do Shooto Brasil, Dedé Pederneiras, que fornece sua conta bancária para as doações com a devida prestação de contas nos canais oficiais do Shooto.

Shooto Brasil Solidariedade

Data: Domingo, 26 de julho de 2020
Horário: 20h ao vivo no Canal Combate
Local: Upper Arena
Endereço: Rua Bibiano Pereira da Rocha n° 2-A - Flamengo, Rio de Janeiro

Card completo

Até 74kg: Fabrício Negão (70,1kg) x Thiago Manchinha** (70,9kg)

Até 70,3kg: Ary Santos (75,7kg)** x Rangel Anaconda (74,8kg)

Até 80kg*: Victor Romero (79,7kg) x Adercino Marmita (79,9kg)

Até 68kg*: Felipe Selvagem (67,8kg) x Wendel Almeida (67,6kg)

Até 62,5kg*: Pedro Martins (61,8kg) x Cleiver Fernandes (62,5kg) 

Até 62,1kg: Wilherson Jackson (60,8kg) x Victor Bulldoguinho (61,7kg)

Até 73kg*: Leandro Mun-Rá (72,5kg) x Diego Barcelos (72,2kg)

Até 69,5kg*: Renan de Oliveira (69,1kg) x Luiz Felipe Lopes (69,5kg)

Até 65,8kg: Jaciel Lima (66,7kg) x Keweny Leão (66,1kg)

Até 52kg: Karen Thalita (52,7kg) x Tina Black (52,4kg)

*Peso combinado

**Os atletas não chegaram no peso limite da categoria

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: