Quarta, 20 de Novembro de 2019

O Repórter

Milhares de manifestantes marcham até Barcelona em dia de greve geral

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Redação... - 18 de outubro de 2019 às 12:34 (Atualizada em 18 de outubro de 2019 às 13:35)

BRASÍLIA (Agência Brasil) - Lojas vandalizadas, caixotes do lixo e carros em chamas, confrontos com a polícia e agressões entre grupos de extrema-direita e manifestantes antifascistas. Foi assim a quarta noite consecutiva de protestos na Catalunha, com mais incidência em Barcelona. Esta sexta-feira (18), os protestos já levaram à interrupção de várias estradas e ao cancelamento de voos. Em dia de greve geral, espera-se que esta sexta-feira ocorra a maior manifestação dos últimos anos a favor da independência na região.

A tarde de quinta-feira (17) passou sem grandes incidentes, mas no início da noite e ao longo da madrugada o ambiente se agravou, com intensos confrontos entre a polícia e os manifestantes.

Houve vários carros incendiados, confrontos com a polícia e agressões entre manifestantes durante a noite. 

A condenação pela justiça de líderes que lutam pela independência foi o motivo para a onda de manifestações violentas.

Cortes de estradas e voos cancelados

Esta sexta-feira está também marcada por cortes de autoestradas e várias vias na Catalunha, entre as quais a N2, próximo da fronteira entre Espanha e a França, informou o Ministério do Fomento.

Na cidade de Barcelona várias vias foram já parcialmente fechadas à circulação por causa das manifestações que se vão prolongar durante todo o dia.

Pelo menos 100 pessoas foram detidas e quase 200 agentes da polícia ficaram feridos desde o início dos protestos.

O caos também se instalou no aeroporto de Barcelona, com mais de meia centena de voos cancelados devido à greve geral.

Segundo as autoridades (Guardia Urbana), o trânsito vai ser restrito na Avenida Meridiana e a Ronda del Litoral, assim como numa das entradas de Barcelona, em Lobregat.

Há pouca disponibilidade de ônibus e trens, que estão funcionando precariamente. 

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: