Terça, 22 de Outubro de 2019

O Repórter

Na vida tudo passa, permanece apenas o amor

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Redação... - 06 de agosto de 2019 às 11:00 (Atualizada em 06 de agosto de 2019 às 13:36)

Por Monsenhor Jonas Abib*

Minha espiritualidade também é fruto da santidade do meu pai, que andava constantemente com o terço, no bolso ou nas mãos. Formavam uma dupla maravilhosa: os dedos do meu pai calejados, com cimento e cal, e o terço. O terço do meu pai era “áspero”, porque suas mãos e seus dedos também eram. E foi essa bonita  aspereza que me formou.

Meu pai era pedreiro, mas também um apóstolo. Um homem santo! Posso afirmar isso, porque vi de perto sua vida, as durezas e lutas que enfrentou. Meu pai passou pela pobreza com honestidade, e santidade é isso.

Ele trabalhou em Brasília nos tempos duros da construção da nossa capital. Levantava às quatro horas da manhã para ir ao canteiro de obras, trabalhava das seis da manhã às dez da noite e voltava de caminhão para o alojamento.

Meu pai não era pregador. Mas para eu me tornar pregador, precisei de um “pregador” como ele. Só assim Deus pôde fazer em mim sua obra. Não precisamos pregar a todo instante. Podemos falar de Deus, da sua Palavra, testemunhando e enfrentando juntos os problemas, a partir da luz do Evangelho; resolvendo as questões dentro dos padrões cristãos e mostrando o porquê. 

Você irá cativar as pessoas e ajudá-las, convidando-as para encontros, palestras, grupos de oração, tudo através do seu próprio testemunho. Não duvide! Pense nas suas possibilidades. Os trabalhadores são evangelizadores na hora do almoço, do descanso, enfrentado situações difíceis… Não precisamos mudar de profissão, mas colocá-la a serviço da evangelização. O Senhor nos mostra que toda profissão se torna evangelizadora quando a colocamos a serviço do apostolado.

Hoje você precisa cuidar da sua casa: varrer, cozinhar, passar. Amanhã, todo esse trabalho deverá ser refeito, mas o amor com que você fez essas tarefas permanecerá. Na nossa vida tudo passará, permanece apenas o amor que existir em cada ato nosso! Precisamos colocar amor em tudo, para não perdermos tempo, para não perdermos nada!

 

Seu irmão,
Monsenhor Jonas Abib

 

*Fundador da Comunidade Canção Nova, presidente da Fundação João Paulo II, mantenedora do Sistema Canção Nova de Comunicação, em Cachoeira Paulista (SP) e reitor do Santuário do Pai das Misericórdias. É um dos religiosos que mais se destacou utilizando os meios de comunicação na ação evangelizadora da Igreja Católica, na América Latina. Autor de 57 livros, CDs e DVDs, além de várias palestras em áudio e vídeo.

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: