Domingo, 27 de Setembro de 2020

O Repórter

Não dê coisas. Seja presente!

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Redação... - 04 de agosto de 2020 às 10:00 (Atualizada em 04 de agosto de 2020 às 10:51)

Por Monsenhor Jonas Abib*

Nossa Senhora quer dar a você pai, um coração de educador, que ame e provoque amor, para que seus filhos sejam apaixonados por você. Você tem que pedir a Deus a arte, a graça de fazer com que seus filhos sejam apaixonados por você.

Não basta amar é preciso que eles sintam que você ama. Não basta fazer coisas, é preciso que eles sintam que são amados. “Larga” de dar coisa, de pensar no futuro, eles precisam de amor... E ser encaminhados para o amor. Não dê mais coisas. Não compre mais os seus filhos. Dar mais roupas, moto, carro, não resolve... Mude radicalmente.

Peça hoje a Nossa Senhora Auxiliadora, a mestra de Dom Bosco, peça a Jesus, o mestre dos mestres, um coração de educador e pai, pois infelizmente o mundo deformou o seu coração.

Esse mundo consumista te ensinou isso; talvez você tenha sido uma pessoa comprada o tempo todo, e você agora vive um amor na base do consumo, dando coisas, tentando angariar amor assim. E o resultado tem sido filhos que só dão desaforo, ingratidão e decepção.

Filho que só recebeu coisa “dá coice” no pai e na mãe. Se você não quer continuar a levar coice dos seus filhos, não compre mais os seus filhos. Não fique preocupado em trabalhar muito para dar coisas. Ame e provoque o amor!

Todo filho gosta de presença, de uma mão na cabeça, de gestos, de uma cama arrumada, de um bilhete, uma flor, até mesmo uma comida, do jeito de arrumar os pratos, de ficar junto, ouvir, chamar para trabalhar junto.

Talvez tenhamos que fazer uma reforma na nossa maneira de ser e fazer. Não pense que o pai ou a mãe precise ter grande instrução, ser ricos para fazer isso, não, ao contrário, pobre sabe amar muito mais... Meu Deus do Céu, como meu pai amava!

Na simplicidade dele, um pedreiro, quando recebia o ordenado, que era curtinho, era só para pagar as coisas necessárias, ele vinha em casa com uma garrafa de vinho, e colocava um copo para ele, filho de sírio com italiana, e o resto ele fazia mistura de vinho com água e açúcar, e distribuía para todos nós. Pensa na alegria da gente quando meu pai fazia aquela mistura... Era o amor do meu pai, o jeito dele mostrar amor pela gente.

Seu irmão,
Monsenhor Jonas Abib

*Fundador da Comunidade Canção Nova, presidente da Fundação João Paulo II, mantenedora do Sistema Canção Nova de Comunicação, em Cachoeira Paulista (SP) e reitor do Santuário do Pai das Misericórdias. É um dos religiosos que mais se destacou utilizando os meios de comunicação na ação evangelizadora da Igreja Católica, na América Latina. Autor de 57 livros, CDs e DVDs, além de várias palestras em áudio e vídeo.

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: