Terça, 30 de Novembro de 2021

O Repórter

No reencontro com a torcida, Brasil goleia o Uruguai pelas Eliminatórias

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Rafael Max - 14 de outubro de 2021 às 23:37 (Atualizada em 15 de outubro de 2021 às 00:28)
Lucas Figueiredo/CBF
O Brasil venceu o Uruguai em casa

RIO (OREPORTER.COM) - Após dois anos, a seleção brasileira voltou a jogar diante de sua torcida. E o retorno veio com uma atuação de gala, goleando o Uruguai por 4 a 1, na Arena Amazônia, pela 12ª rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2022. O resultado manteve uma confortável vantagem na liderança da disputa.

O Brasil levou nove minutos para abrir o placar em Manaus. Fred entregou a bola para Neymar, que dominou, se livrou do goleiro e tocou para o gol.

A equipe brasileira seguiu melhor em campo, até que conseguiu ampliar a vantagem. Aos 17, Paquetá cruzou para Neymar, que chutou. A bola rebateu na defesa e ficou com Raphinha, que completou.

Depois de ver o Brasil passear nos primeiros minutos de jogo, o Uruguai conseguiu uma finalização. Aos 23, De La Cruz tentou de fora da área, mas acabou chutando fraco demais, mandando para fora. O Brasil até deu uma diminuída no ritmo, mas seguia com o futebol mais envolvente. Aos 27, Fabinho soltou um forte chute por cima do gol.

O Uruguai só voltou a atacar aos 34, quando Betancur chutou da entrada da área para perto da meta adversária. Já aos 38, Neymar tabelou com Raphinha e finalizou para boa defesa de Muslera. No minuto seguinte, foi a vez de Raphinha parar no goleiro uruguaio.

Aos 43, Vecino tentou para o Uruguai, em cabeçada que terminou na defesa de Ederson. O Brasil veio aos 47, com chute de Gabriel Jesus para fora.

Na segunda etapa, Ederson defendeu tentativa de Valverde, aos três minutos. Em seguida, Gabriel Jesus respondeu para o Brasil, chutando para a defesa de Muslera.

O goleiro uruguaio continuou sendo acionado na partida. Aos cinco, Gabriel Jesus recebeu de Neymar e chutou para nova intervenção de Muslera. Já aos seis, Raphinha parou no guarda-redes adversário após um forte chute. Do outro lado, Cavani chegou a marcar, aos 10, mas a arbitragem já havia assinalado o impedimento.

De tanto pressionar, o Brasil chegou ao terceiro gol na partida. Aos 12, Neymar entregou para Raphinha, que partiu em velocidade e soltou um forte chute certeiro para a meta.

Raphinha se destacou na partida (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

A equipe verde e amarela seguia dominante em campo. O quarto gol quase veio aos 19, quando Gabigol recebeu de Antony e chegou chutando, mas Muslera fez nova defesa. O atacante do Flamengo ainda teve mais uma chance aos 28, sem conseguir fazer boa finalização.

O Uruguai descontou aos 31, quando Suárez marcou de falta. O Brasil não se intimou e voltou ao ataque, quase marcando aos 35 em um chute de Neymar pelo lado de fora da rede. Já aos 37, Gabigol mandou a cabeçada para o gol. A arbitragem chegou a assinalar o impedimento, mas a revisão do VAR fez validar o gol. Assim, a vitória virou goleada em Manaus.

Tabela

O Brasil agora tem 31 pontos, na liderança da disputa. A segunda posição está com a Argentina, que tem 25. O Uruguai tem 16 e caiu para o quinto lugar, na zona de classificação para a repescagem.

No dia 11 de novembro, o Brasil encara a Colômbia. Já o Uruguai duela contra a Argentina.

FICHA TÉCNICA
BRASIL 4 X 1 URUGUAI

Local: Arena da Amazônia, em Manaus (AM)
Árbitro: Fernando Rapallini (Argentina)
Assistentes: Juan Bellati (Argentina) e Diego Bonfa (Argentina)
VAR: Mauro Vigliani (Argentina)
Cartões amarelos: Fabinho (BRA); Valverde, Cavani, Coates (URU)

GOLS: Neymar, Raphinha (2) e Gabigol (BRA); Luis Suárez (URU)

BRASIL: Éderson, Emerson Royal, Lucas Verissimo, Thiago Silva e Alex Sandro; Fabinho (Douglas Luiz), Fred (Edenílson) e Lucas Paquetá (Antony); Raphinha (Everton Ribeiro), Gabriel Jesus (Gabigol) e Neymar. Técnico: Tite

URUGUAI: Fernando Muslera, Naithan Nández (Cáceres), Sebastián Coates, Diego Godín e Viña (Piquerez); Nicolás de la Cruz (Torreira), Federico Valverde, Matías Vecino (Facundo Torres) e Rodrigo Bentancur (Gorriarán); Luis Suárez e Edinson Cavani. Técnico: Óscar Tabárez

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: