Sexta, 07 de Maio de 2021

O Repórter

Nos pênaltis, Flamengo vence o Palmeiras e conquista a Supercopa do Brasil

Rubro-negro fatura o bicampeonato da competição

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Rafael Max - 11 de abril de 2021 às 13:45 (Atualizada em 11 de abril de 2021 às 15:04)
Alexandre Vidal/Flamengo
O Flamengo derrotou o Palmeiras nos pênaltis

RIO (OREPORTER.COM) - Com direito a uma dramática disputa de pênaltis, o Flamengo conquistou a Supercopa do Brasil neste domingo (11), no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. O tempo normal terminou em 2 a 2, fazendo com que a disputa fosse para o desempate. Nos chutes, os goleiros Diego Alves e Weverton foram bastante acionados, fazendo a decisão se estender ainda mais. No fim, vitória para o rubro-negro por 6 a 5.

Logo no primeiro minuto, o Palmeiras abriu o placar em Brasília. Raphael Viega fez grande jogada individual, se livrou da marcação e mandou para o fundo do gol.

O Flamengo tentou ir para cima, trocando passes em busca de espaços para cima da marcação adversária. O Palmeiras finalizava melhor e apareceu aos 17 em chute de Zé Rafael para a defesa de Diego Alves. O rubro-negro só foi responder na jogada seguinte, quando Diego mandou de longe, com defesa de Weverton.

Aos 22, o Flamengo deixou tudo igual na partida. Arrascaeta encontrou Filipe Luís, que chutou na trave. A bola voltou para Gabigol, que aproveitou o rebote e mandou para o gol.

Com o placar empatado, o Palmeiras voltou a buscar o ataque. Aos 28, Wesley mandou o passe para Breno Lopes, que driblou Diego Alves e chutou cruzado. Perto da linha, Diego tirou a bola e evitou o gol.

Aos 40, Wesley foi derrubado por Isla dentro da área. Pênalti para o Palmeiras. Entretanto, a verificação do VAR fez o árbitro mudar de ideia, dando apenas uma falta de fora da área. No chute, Raphael Veiga foi buscar o ângulo, mas Diego Alves evitou o gol.

O jogo seguiu movimentado, e o Flamengo tentou aos 44. Gabigol iniciou a jogada e tocou para Bruno Henrique, que fez o chute. Weverton fez a defesa. 

Nos acréscimos, o Flamengo conseguiu passar à frente. Bruno Henrique mandou a bola para Arrascaeta, que limpou a marcação e acertou um lindo chute na entrada da área.

Arrascaeta marcou para o Flamengo (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

A etapa complementar começou movimentada. No primeiro minuto, Wesley tentou para o Palmeiras de fora da área para perto do gol adversário. O Flamengo respondeu aos dois, quando Gabigol arriscou para a defesa de Weverton. A equipe rubro-negra seguia pressionando e tentou aos 10, em chute de Gabigol para perto da meta. 

Aos 16, foi a vez do Palmeiras. Rony cobrou escanteio, e Gustavo Gómez subiu mais que todo mundo e cabeceou para perto do gol. Outra chance veio aos 18, quando Gabriel Veron quase fez de cabeça.

O Palmeiras teve a grande chance aos 26, quando o árbitro viu um pênalti após Rony ser puxado por Rodrigo Caio dentro da área. Raphael Veiga foi para o chute e deixou tudo igual.

Com o empate, o Flamengo passou a lutar para tentar voltar à frente. Aos 39, Vitinho tentou, mas a bola bateu na trave e voltou para Weverton. Já aos 48, Gabigol chutou, e o goleiro do Palmeiras salvou em cima da linha. A equipe rubro-negra seguiu procurando espaços, mas a decisão foi para os pênaltis.

Nos chutes, o drama aumentou. Filipe Luis bateu no travessão e Matheuzinho perdeu o chute para Weverton. Diego Alves compensou ao defender as tentativas de Luan e Danilo, livrando o Flamengo de uma eliminação. A partir daí, as cobranças foram para os chutes alternados. Diego Alves ainda defendeu o chute de Gabriel Menino, enquanto que Weverton pegou a de Pepê. Após a série convertida por Gabriel Veron e Michael, Mayke perdeu a cobrança para Diego Alves. Rodrigo Caio foi para o chute e deu o título para o Flamengo.

Diego Alves brilhou nos pênaltis (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Campeão

Este é o segundo título do Flamengo na história da Supercopa. Na edição de 2020, que marcou o retorno do formato, o rubro-negro derrotou o Athletico Paranaense.

Agora, o Flamengo volta a se preocupar com o Campeonato Carioca. O rubro-negro encara o Vasco nesta quarta-feira (14), pelo fechamento da nona rodada.

Flamengo campeão da Supercopa (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 2 (5) x (6) 2 FLAMENGO

Local: Estádio Mané Garrincha, em Brasília
Árbitro: Leandro Vuaden
Assistentes: Rafael Alves e Jorge Bernardi
VAR: Wagner Reway
Cartões amarelos: Abel Ferreira, Felipe Melo, Wesley, Luan, Mayke (PAL); Isla, Rodrigo Caio e Willian Arão (FLA)
Cartão vermelho: Abel Ferreira (PAL)

Gols: Raphael Veiga(2) (PAL); Gabriel Barbosa e Arrascaeta (FLA)

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha (Mayke), Luan, Gustavo Gomez e Matias Viña; Felipe Melo (Danilo), Zé Rafael (Gabriel Menino) e Raphael Veiga; Breno Lopes, Wesley (Gabriel Veron) e Rony (Gustavo Scarpa). Técnico: Abel Ferreira

FLAMENGO: Diego Alves; Isla (Matheuzinho), Willian Arão, Rodrigo Caio e Filipe Luís; Diego (João Gomes), Gerson (Pepê) e Arrascaeta; Everton Ribeiro (Vitinho), Gabriel e Bruno Henrique (Michael). Técnico: Rogério Ceni

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: