Quinta, 27 de Fevereiro de 2020

O Repórter

Operações especiais de fiscalização resultam em 781 autuações em vans do Rio

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Redação... - 17 de janeiro de 2020 às 21:40 (Atualizada em 18 de janeiro de 2020 às 00:40)
Divulgação

RIO (OREPORTER.COM) - A  Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), por meio da Coordenadoria Especial de Transporte Complementar (CETC),  segue fazendo operações especiais de fiscalização no transporte complementar. Nesta semana,  foram aplicadas 781 autuações, que resultaram em  40 remoções - 11 piratas -, e um lacre. Os números também refletem irregularidades flagradas em diversos bairros e na Operação Verão no período entre segunda(13) e quinta-feira(16). 

Segundo o secretário Gutemberg Fonseca, as ações da coordenadoria têm o objetivo de trazer mais segurança na mobilidade dos passageiros, fiscalizar os serviços e reprimir o transporte ilegal realizado por vans piratas.  “O transporte complementar é essencial à rotina dos cariocas. Afinal, em muitos locais, este é o único tipo de modal como transporte. Por isso, a fiscalização se faz presente para evitar a concorrência desleal para aqueles que andam dentro da legalidade e evitar que se exponha a riscos a vida dos passageiros”, explica. 

 A coordenadoria atuou durante o ordenamento realizado pela Seop em Rio das Pedras, Muzema, Campo Grande, Santa Cruz e Bangu. As operações são planejadas pela equipe com base em informações do setor de inteligência e encaminhadas pela Central 1746. As equipes contam com o apoio de agentes da Guarda Municipal e  policiais militares por meio do convênio do Programa Estadual de Integração de Segurança (Proeis) com a Prefeitura.

Diversas autuações foram aplicadas pelos agentes, que também orientam os permissionários quanto à conduta na prestação do serviço de acordo com o código disciplinar que rege a categoria e Código de Trânsito Brasileiro(CTB). Dentre os flagras estão pneus sem frisos, veículo em mau estado de conservação, estacionar em local proibido, lotação excedente, motorista manuseando o celular ao volante, van em ponto de embarque e desembarque de passageiros de transporte coletivo, documento fora de validade, falta de vistoria, entre outros. 

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: