Sábado, 04 de Julho de 2020

O Repórter

Papa Francisco faz homenagem ao povo brasileiro em primeiro discurso no Rio

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Redação.. - 22 de julho de 2013 às 18:48

RIO DE JANEIRO (O REPÓRTER) - O Papa Francisco foi recebido pela presidente Dilma Rousseff e pelas demais autoridades do país no início da noite desta segunda-feira (22) no Palácio Guanabara, sede do Governo do Rio de Janeiro. Durante o primeiro discurso, o líder da Igreja Católica exaltou o poder dos jovens, em referência a Jornada Mundial da Juventude, e mencionou carinhosamente o povo brasileiro.

Logo na chegada, o Santo Padre demonstrou cordialidade ao pedir que Dilma entrasse primeiro no local do cerimonial. Após a execução dos Hinos Nacionais do Vaticano e do Brasil, a presidente leu o discurso de boas-vindas e ressaltou a luta do país contra a desigualdade social, uma das bandeiras defendidas pelo Sumo Pontífice.

"É uma honra redobrada recebê-lo, principalmente sendo o primeiro papa sul-americano. O Brasil e os 150 milhões de jovens acolhem de braços abertos os peregrinos de diversos países que vieram para a Jornada Mundial da Juventude. Sabemos que temos diante de nós um líder religioso sensível aos anseios dos nossos povos por justiça social. O Brasil se orgulha em dizer que vem conseguindo números expressivos na redução da pobreza. E as conquistas são apenas um começo. Nossas estratégias sempre vão exigir mais, como sonham os brasileiros", declarou inicialmente.

A presidente também falou sobre os protestos que vêm ocorrendo no país. De forma estratégica, Dilma ressaltou a vontade dos jovens em melhorar o Brasil.

"A juventude brasileira tem sido protagonista nesta luta e pede justiça social, mais educação, saúde. Quer participar da solução dos problemas. Os jovens estão cansados da violência que os torna a principal vítima, querem dar um basta em toda a forma de discriminação e está engajada na luta por uma nova sociedade. Este é um momento muito especial para a realização da Jornada Mundial da Juventude, já que potencializa o que os jovens têm de mais poderoso e revigorante", afirmou, recebendo dois beijos do papa como cumprimento.

Com a palavra, o papa Francisco adotou uma fala serena e humilde. Ele agradeceu a receptividade do povo brasileiro e exaltou a religiosidade.

"Permita-me que nesta hora eu possa bater delicadamente nesta porta. Peço licença para entrar e transcorrer nesta semana com vocês. Não tenho ouro e nem prata, mas trago o que de mais precioso me foi dado, Jesus Cristo. Venho em seu nome para alimentar a chama de amor fraterno que arde em cada coração. Desejo que chegue a todos a minha saudação", afirmou.

O Santo Padre também incluiu no discurso uma exaltação aos jovens e à Jornada Mundial da Juventude, além de deixar claro o carinho que tem pelo povo brasileiro.

"O motivo principal da minha visita ao Rio é a Jornada Mundial da Juventude. Vim encontrar jovens de todo o mundo. Cristo bota fé nos jovens e confia-lhes o futuro. Os jovens também botam fé em Cristo. Ele não têm medo de arriscar a única vida que possuem porque sabem que não seriam iludidos. A juventude tem nas mãos a janela pela qual o futuro entra no mundo. A nossa geração se mostrará à altura da promessa de cada jovem quando souber abrir-lhe espaço. Os braços do papa se abrem para abraçar a imensa nação brasileira, desde a Amazônia até os Pampas, dos Sertões ao Pantanal, dos vilarejos até as metrópoles. Ninguém se sente excluído do afeto do papa", discursou afetuosamente.

O Papa Francisco ainda não tem uma agenda confirmada para esta terça-feira (23), quando deve participar de atos mais restritos. Na quarta-feira (24), ele faz uma rápida viagem para Aparecida, em São Paulo.

Tags:
Papa Francisco, palácio guanabara, dilma rousseff
  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: