Segunda, 10 de Agosto de 2020

O Repórter

Papa gostou da aproximação das pessoas e não ficou com medo, revela porta-voz do Vaticano

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Redação.. - 22 de julho de 2013 às 20:55

RIO DE JANEIRO (O REPÓRTER) - A aglomeração do povo na Avenida Presidente Vargas durante o deslocamento do papa Francisco à Catedral Metropolitana, na tarde desta segunda-feira (22), não assustou o Santo Padre. De acordo com o porta-voz do Vaticano, padre Lombardi, o líder da Igreja gostou da receptividade.

"O Papa gostou das pessoas se aproximando do carro, não estava com medo. Ficou sempre sorrindo e acenando", ressaltou, confidenciando que foi o governador Sérgio Cabral quem convenceu o Sumo Pontífice a pegar o helicóptero até o Palácio Guanabara, em função do tumulto.

Ainda de acordo com o padre Lombardi, a viagem de Roma até o Rio foi tranquila. O único receio da tripulação foi durante o momento que antecedeu o pouso.

"Tivemos um pequeno momento de medo no avião porque o papa ficou 15 minutos na cabine durante a aterrissagem e nós não sabíamos bem o que estava acontecendo. Ele disse aos jornalistas na aeronave que quer as orações de todos e a ajuda para divulgar bem suas palavras", contou.

Através da conta oficial no Twitter, o papa Francisco projetou uma semana especial.

"Hoje começamos uma semana estupenda no Rio; que ela seja uma ocasião para aprofundar a nossa amizade em Jesus Cristo!", escreveu.

A Jornada Mundial da Juventude vai até domingo (28), com diversos eventos religiosos na cidade do Rio de Janeiro.

Tags:
jmj, padre lompardi, papa francisco
  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: