Segunda, 16 de Dezembro de 2019

O Repórter

Para Conmebol, balanço da primeira fase da Copa América foi positivo

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Redação... - 25 de junho de 2019 às 23:15 (Atualizada em 25 de junho de 2019 às 23:52)
Divulgação
A Conmebol fez um balanço da primeira fase da Copa América

RIO (OREPORTER.COM) - A Conmebol e o comitê organizador local fizeram um balanço acerca da primeira fase da Copa América. Embora vários jogos tiram um público abaixo do esperado, a entidade avaliou de maneira positiva a presença dos torcedores nas partidas. Cerca de 530 mil pessoas foram aos estádios, de um total de 716 mil ingressos vendidos e uma média de público de 29.379 por partida.

“Os balanços são positivos. Estou particularmente feliz com o andamento do evento e à medida que caminhamos, tudo vai melhorando, como qualquer grande evento. Hoje a nossa satisfação é que temos visto festas, celebrações como a que vimos ontem (segunda-feira) no Maracanã: as torcidas dos dois países juntas, misturadas, celebrando, cada uma torcendo à sua maneira sem nenhum incidente. Isso para nós é positivo e mostra que vamos pelo caminho certo" afirmou Agberto Guimarães, diretor de Operações do Comitê Organizador Local.

Hugo Figueredo, diretor de Competições de Seleções da Conmebol, lembrou que os números obtidos pela competição já superam os conquistados na edição anterior, realizada em 2015.

 “O saldo realmente foi muito positivo em termos de organização, em termos desportivos, e em termos de torcida também não tivemos inconvenientes. Não tivemos nenhum problema além daqueles que podem surgir dentro do campo entre os jogadores. Temos 46 gols em todas as partidas e 15% mais de gols nesse torneio do que em relação à Copa América do Chile. E um saldo positivo também em relação ao alcance nas redes sociais com mais de 67 milhões de usuários que seguem e acompanham os detalhes dessa competição. As vendas de ingressos também têm crescido ao longo da competição e 179 países acompanham a Copa América. Creio que estamos seguindo o que dissemos no início: teremos o melhor torneio da história em todos os aspectos, tanto esportivos quanto em termos de organização”, afirmou.

Para Thiago Jannuzzi, gerente geral de Competição do Comitê Organizador Local, a tendência é de crescimento do público para as próximas fases.

“Com o começo da segunda fase, que são as fases eliminatórias, o interesse do público aumenta e essa média vai subir até o fim da competição. Outros números interessantes são a média de 2,55 gols por jogo que se compara com a última edição houve um aumento, porque a média foi de 2,27 gols por partida durante a competição inteira”, destacou.

Arbitragem

O uso do VAR também foi discutido no balanço oficial da Copa América. Wilson Seneme, presidente da Comissão de Arbitragem da CONMEBOL, demonstrou satisfação com a utilização do recurso de vídeo e lembrou que não houve grandes interrupções para avaliar os lances.

“O tempo médio de cheque foi de 1min08s, que foi o tempo que se perdeu do momento em que o árbitro colocou a mão no ouvido até o reinício de jogo. Já o tempo médio geral das revisões foi de 1,17 segundos. Com isso, temos o tempo médio geral total de 2min26s por revisão. Mas é claro que houve revisões em que o jogo ficou parado por quatro ou cinco minutos, mas aí soma-se, por exemplo, o atendimento médico que teve antes”, considerou.

De acordo com ele, o VAR foi acionado pelos árbitros em 17 das 18 partidas da primeira fase. Foram 15 mudanças de marcação e duas permaneceram mantidas. Além disso, por 11 vezes o árbitro teve de ir ao monitor ver a jogada. Das decisões que acionaram o recurso, sete foram por decisão de gols, sete por decisão de pênaltis e três por utilização de cartão.

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: