Domingo, 05 de Julho de 2020

O Repórter

Presidente do Brescia admite 'erro' em contratar Balotelli

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Redação - 29 de maio de 2020 às 14:04 (Atualizada em 29 de maio de 2020 às 14:06)
EPA
Cellino afirmou que atacante ficará sem contrato em caso de rebaixamento

ROMA (ANSA) - O presidente do Brescia, Massimo Cellino, criticou nesta sexta-feira (29) o comprometimento do atacante Mario Balotelli e admitiu que "cometeu um erro" ao contratar o atleta.

O jogador de 29 anos foi apresentado no Brescia em agosto, após muitas especulações que ele defenderia o Flamengo. O camisa número 45 disputou 19 jogos e marcou apenas cinco gols. Além disso, a equipe lombarda é a lanterna da atual temporada da Série A, com 16 pontos.

"Ele não aparece nos treinos, não mostra estar muito comprometido com o futuro do clube, esse é o problema. Balotelli tem contrato na Série A, mas não tem para a Série B, portanto, se formos rebaixados, ele não terá mais contrato", disse Cellino em entrevista à emissora "BBC".

O dono do Brescia ainda opinou que Balotelli foi tratado de forma errada pelo ex-treinador Eugenio Corini. No entanto, Cellino confessou que não fez uma boa escolha em trazer o atacante de volta à Itália.

"Balotelli, aparentemente, não gosta mais de ficar na Itália, porque não está agindo dessa maneira. Acho que nós dois cometemos um erro. Eu pensei que vir a Brescia, que é a cidade dele, o comprometeria muito", revelou Cellino.

A passagem de Balotelli pelo Brescia está sendo conturbada. Além do fraco desempenho dentro dos gramados, o atacante foi protagonista de uma expulsão relâmpago em um duelo contra o Cagliari. Devido ao episódio, ele foi multado em 10 mil euros e suspenso por dois jogos. "Super Mario" ainda se envolveu em um acidente de carro e foi dispensado de um treinamento. (ANSA)

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: