Sábado, 19 de Outubro de 2019

O Repórter

Projeto coleta mais de oito toneladas de vidro em bares do Rio

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Redação... - 01 de outubro de 2019 às 21:33
Divulgação
Da esquerda pra direita: coletores Julio Lima, Antonio Gomes e o supervisor Julio Chagas

RIO (OREPORTER.COM) - Um projeto de sustentabilidade e reciclagem já recolheu 8,4 toneladas de vidro em 50 bares no Rio de Janeiro. A ação busca solucionar um dos principais problemas que bares e restaurantes enfrentam: o correto descarte degarrafas e embalagens de vidro.  Com esse projeto, todo o material coletado será reencaminhos às linhas de produção.

De acordo com Rodrigo Oliveira, presidente da Green Mining, startup responsável pela iniciativa, o processo de coleta dos materiais é feito de maneira ambientalmente correta, por meio de triciclos, sem emissão de gás carbônico. "Os coletores uniformizados e empenhados retiram e levam as garrafas até o ponto de concentração, que chamamos de HUB. Quando se atinge um certo volume, o vidro é levado direto à fábrica de vidros da própria Ambev, localizada também no Rio de Janeiro, devolvendo o material à cadeia produtiva da empresa", explica Rodrigo.

A eficiência dessa economia circular é baseada em um sistema de certificação que é feito em todas as fases do processo garantindo que todo o material coletado chegue ao seu destino de maneira correta. "Todas as informações são registradas no aplicativo da Green Mining por cada coletor, que recebe um smartphone para realizar o trabalho. Com informações como data e local da coleta, quilos e destinação dos recicláveis, o sistema permite, também, rastrear o percurso de cada triciclo, garantindo a transparência da informação", finaliza o CEO da Green Mining.

O projeto, que possui HUBs em São Paulo e Brasília, já encaminhou para reciclagem mais de 315 toneladas de vidro, evitando a emissão de mais de 52 toneladas de CO2 desde o início da ação, em dezembro do ano passado.

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: