Segunda, 30 de Novembro de 2020

O Repórter

Rally dos Sertões 2020 promete disputa equilibrada entre os carros

Campeões estarão presentes na competição

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Redação... - 28 de outubro de 2020 às 00:10 (Atualizada em 28 de outubro de 2020 às 09:41)
Divulgação
Spinelli e Youssef estão na disputa

RIO (OREPORTER.COM) - O Rally dos Sertões 2020 inicia as atividades nesta sexta-feira (30), no Autódromo vellocita, em Mogi Guaçu (SP). A disputa promete ser equilibrada entre os carros, pois a categoria traz um pentacampeão (Guilherme Spinelli), um tricampeão (Cristian Baumgart) e o atual campeão (Lucas Moraes).

Os competidores são encarar mais de 5 mil quilóMetros, indo de São Paulo ao Maranhão. Guilherme Spinelli correrá ao lado do navegador Youssef Haddad e tem o objetivo de superar a forte concorrêncvia no Sertões.

"É um grande privilégio poder correr o Sertões num ano em que a grande maioria dos ralis no mundo foi cancelada. Será uma prova mais quente do que tradicionalmente é, com maior possibilidade de chuva. E com certeza uma bela prova, desafiadora, muito disputada, estamos animadíssimos para começar a 'brincadeira'", destacou Guiga.

Já Cristian Baumgart conquistou três títulos em seguência, de 2016 a 2018. O piloto corre ao lado de Beco Andreotti cujo bólido sendo o mesmo que venceu o Dakar de 2019 com Nasser Al-Attiyah, mas agora com atualizações,  as mesmas usadas por Fernando Alonso quando disputou o Dakar deste 2020.

“Esse Sertões vai ser diferente, em uma época diferente, e acho que vamos ter mais calor e mais umidade. A concorrência vai ser muito apertada e isso vai fazer do Sertões 2020 uma competição fantástica. Quanto aos carros novos, a gente se adaptou bem e rápido quando corremos em Portugal. Os carros vieram ao Brasil, montamos, fizemos um treino breve e agora já está tudo pronto para começar a briga", disse Cristian.

Por sua vez, Lucas Moraes volta a comandar a Ford Ranger V8 que o levou à vitória em 2019 com Kaique Bentivoglio a seu lado. O piloto destacou o caráter equilibrado do Sertões.

"A etapa maratona será já no segundo e terceiro dias. Espero um começo de prova bem difícil e até mais travado. Após a largada vamos beirar a Serra da Canastra e acredito que a competição ficará um pouco mais rápida até chegar nas areias do Maranhão. Acredito que será um dos Sertões mais disputados de todos os tempos. Os buggies estão em um estágio de evolução ainda melhor. E as Toyota Hilux (X-Rally Team) são os carros a serem batidos. Mas quem cometer qualquer erro vai perder muitas posições, porque todos vão andar muito próximos. Estou muito feliz com o carro, faremos o nosso melhor para vencer mais uma vez", afirmou.

O Raly dos Sertões será realizado de maneira diferente em virtude da pandemia. A disputa  sai da Fazenda Velocitta, em Mogi Guaçu (SP) dia 30/10 e chega em Barreirinhas (MA) dia 7 de novembro, cruzando cinco estados e o Distrito Federal – SP, MG, DF, GO, TO e MA. Este ano, excepcionalmente, não haverá chegada às cidades anfitriãs. Toda a caravana se fechará em bolhas - locais isolados, afastados de adensamento.  Esses locais serão mantidos sob sigilo, a fim de evitar aglomeração. 

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: