Domingo, 23 de Fevereiro de 2020

O Repórter

'Se eu pudesse voltar atrás, faria diferente', diz goleiro Bruno

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Redação... - 24 de janeiro de 2020 às 21:25 (Atualizada em 24 de janeiro de 2020 às 21:35)
Divulgação
Bruno falou sobre o caso Elisa Samúdio

RIO (OREPORTER.COM) - Dez anos depois do assassinato de Eliza Samúdio, o goleiro Bruno Fernandes falou sobre o caso que chocou o Brasil. O atleta foi condenado pelo crime e, atualmente, cumpre pena em regime semiaberto.

Em entrevista ao "Domingo Espetacular", da Record TV, Bruno revelou:  “Se eu pudesse voltar atrás, e tivesse o meu domínio, sabe? Eu faria tudo diferente”.

“Começaria tudo diferente .Toda a história, que surgiu quando ela falou pra mim e falou que estava grávida. Eu faria tudo diferente”, continuou.

Bruno e Eliza tiveram um filho. Para o goleiro, o menino nunca foi o problema da relação e que gostaria de falar sobre o caso com ele. "A criança nunca foi o problema da situação do crime. O Bruninho nunca foi o problema. Nunca foi pensão alimentícia. A situação vai muito mais além do que você possa imaginar”.

“A única coisa que eu posso te falar, posso te afirmar, é que um dos maiores desafios da minha vida − e eu peço a Deus sabedoria − é, de um dia, eu ter a oportunidade de explicar toda a situação para o Bruninho. Eu ter a oportunidade de explicar toda a situação para dona Sônia”, desabafou.

Em junho de 2010, Eliza Samúdio desapareceu após ter ido a um sítio em Minas Gerais. No dia 26 de junho daquele ano, Bruno foi apontado co suspeito pelo desaparecido. À polícia, um adolescente revelou que a vítima havia sido assassinada e o corpo esquartejado. O jogador acabou preso no dia 7 de julho. Na época, Bruno estava no Flamengo e havia sido campeão brasileiro no ano anterior. O julgamento ocorreu em 2012, e Bruno foi conenado a 22 anos de prisão.

Aos 35 anos, Bruno tenta um retorno aos gramados. Ele chegou a vestir a camisa do Boa Esporte, em 2017, e do Poços de Caldas, em 2019, sem conseguir uma sequência de partidas. Outros clubes chegaram a sondar o jogador, mas a rejeição de torcedores fizeram as agremiações voltarem atrás.

A entrevista vai ao ar neste domingo (26), dentro do "Domingo Espetacular", a partir das 19h45.

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: