Segunda, 21 de Outubro de 2019

O Repórter

Show vai marcar 50 anos da estreia dos Beatles nos EUA

Apresentação reuniu Ringo, Paul, Yoko e diversos artistas

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Redação... - 06 de fevereiro de 2014 às 20:10

NOVA YORK, EUA (ANSA) - E viva os Beatles! Há 50 anos, no dia 7 de fevereiro de 1964, os "fab four" aterrissavam no aeroporto JFK, em Nova York, onde participariam dois dias depois do "The Ed Sullivan Show", principal palco para os talentos musicais nos Estados Unidos daquela época.

"John Lennon não conseguia compreender que eles estavam no mesmo set ocupado anteriormente por Buddy Holly e The Crickets", disse um dos técnicos que trabalharam durante a histórica apresentação da banda de Liverpool, à margem da gravação do show que irá ao ar na televisão norte-americana no próximo dia 9.

O espetáculo acontecerá na mesma hora em que, há meio século, John Lennon, Paul McCartney, George Harrison e Ringo Starr fizeram sua primeira aparição na TV dos EUA, para cerca de 73 milhões de telespectadores. Aquela data marcou o início da invasão britânica no país, que ainda estava em choque por conta do assassinato do presidente John F. Kennedy em novembro de 1963.

O mega-concerto de domingo será transmitido pela CBS, o mesmo canal que passava o "The Ed Sullivan Show", e teve participações de Tom Petty, Tom Hanks, Rita Wilson, Jeff Bridges, Sean Penn, Johnny Depp, LL Cool J, Eric Idle, Kate Beckinsale, Peter Frampton e Steve Lukather, além de Yoko Ono e Olivia Harrison, as viúvas de John e George. Os únicos beatles ainda vivos, Paul McCartney e Ringo Starr, fecharam a apresentação com suas velhas canções, e depois todos se uniram no grande final, uma versão de "Hey Jude".

Para a banda, os Estados Unidos eram uma espécie de terra prometida e a inspiração de sua música. Seu empresário, Brian Epstein, estava convencido de que eles poderiam ficar mais famosos do que Elvis Presley no país. Enquanto a beatlemania cobria a Inglaterra, o grupo subiu nas listas norte-americanas com "I Want To Hold Your Hand". Em abril de 1964, apenas um mês depois de sua chegada, eles ocupavam as cinco primeiras posições na relação das mais ouvidas da Billboard.

Nos EUA, os quatro ingleses lotaram as casas de shows, arenas e estádios mais prestigiados, logo superando a fama de Elvis. Depois eles voltaram para outras três turnês em um período de dois anos e meio. No final desse ciclo, em 1966, John Lennon declarou que os Beatles eram "mais famosos que Jesus", e naquele ponto a relação com o público norte-americano se complicou.

"Que noite", twittou Ringo Starr após a gravação do show pela comemoração dos 50 anos da estreia da banda nos EUA. O espetáculo contou com a presença de Maroon 5 ("Ticket to Ride"), Keith Urban e John Mayer (Don't Let Me Down), Alicia Keys e John Legend (Let It Be), Imagine Dragons (Revolution), Katy Perry (Yesterday), Stevie Wonder (We Can Work It Out), Ringo Starr (Matchbox, Boys e Yellow Submarine), Paul McCartney (Magical Mystery Tour, Birthday, Get Back, I Saw Her Standing There, Sgt Pepper's Lonely Hearts Club Band e With A Little Help From My Friends, esta última com Ringo), antes do grande final.

Tags:
The Beatles
  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: