Domingo, 05 de Julho de 2020

O Repórter

TRE-RJ cassa mandato do deputado estadual Renato Cozzolino

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Redação... - 28 de maio de 2020 às 12:36 (Atualizada em 28 de maio de 2020 às 17:16)
Divulgação/Alerj
Renato Cozzolino foi eleito em 2018

RIO (OREPORTER.COM) - A plenária virtual desta quarta-feira (27), do Colegiado do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Rio de Janeiro decidiu pela cassação do mandato do deputado estadual Renato Cozzolino (PRP) por abuso de poder político e conduta vedada a agente público. Por unanimidade, a Corte Eleitoral entendeu que o político teria feito uso de ações sociais do governo estadual, da Fundação Leão XIII e do Detran-RJ para promover a candidatura a deputado estadual em 2018.  

"Os vídeos, imagens e demais postagens nas redes sociais do réu sobre as ações sociais possuíam um forte apelo eleitoral e eram ostensivamente divulgados a um número incontável de pessoas" redigiu o relator do processo, desembargador Cláudio dell`Orto. O uso deliberado das ações sociais para promover a imagem de Cozzolino teria a intenção de "incutir na mente da população, de maneira sub-reptícia, que ele era o grande idealizador e responsável pelos serviços que estavam sendo oferecidos", destacou. "Pela extensão e pela gravidade dos fatos, configurou-se a prática de abuso de poder político", complementou o magistrado.

De acordo com o órgão, ele também ficou inelegível por oito anos, a contar das Eleições 2018, além de ser condenado a pagar multa no valor de R$ 106.410,00. 

O desembargador Cláudio dell'Orto, relator do processo, destaca que "não se pode tolerar que pré-candidatos vinculem sua figura pessoal a programas públicos, sob pena de locupletar iniciativas que sequer poderiam mencionar o chefe do Executivo, agindo de forma ímproba e ferindo o princípio da impessoalidade insculpido no art. 37, §1º, da Constituição".

O Colegiado do TRE-RJ determinou ainda o envio de cópia do processo à Procuradoria de Justiça para apurar as condutas irregulares, que caracterizam também possíveis atos de improbidade administrativa, a serem julgados na Justiça comum.

Por meio de sua assessoria de imprensa, em nota, o deputado Renato Cozzolino procurou OREPORTER.COM, disse que permanece no cargo e segue confiante na reversão da decisão do TSE.

Nota oficial

O deputado Renato Cozzolino afirma que respeita a decisão do TRE-RJ, que reconheceu sua inocência em três acusações, mas o condenou pela indicação de ações sociais, para atender a população carente do município de Magé. O deputado tem certeza que irá reverter a situação no TSE, onde recorrerá da decisão, e ressalta que o julgamento não exclui a possibilidade de eventual candidatura e nem retira seu direito ao mandato enquanto não forem esgotados os recursos.

Assessoria de imprensa
Deputado Renato Cozzolino

Saiba mais

Fique por dentro das notícias do Rio de Janeiro seguindo as nossas redes sociais. Estamos no Facebook , no Instagram, no Twitter e no Telegram. Você também pode falar conosco pelo nosso WhatsappOREPORTER.COM, Informação de verdade na Internet.

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: