Sexta, 22 de Novembro de 2019

O Repórter

Tentando superar desconfiança, Brasil encara a Bolívia na Copa América

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Rafael Max - 14 de junho de 2019 às 11:25 (Atualizada em 14 de junho de 2019 às 14:49)
Pedro Martins / MoWA Press
Tite comanda o Brasil nesta sexta-feira

RIO (OREPORTER.COM) - Quando Tite lançou os nomes dos 23 convocados para a Copa América, muita gente torceu o nariz para a lista divulgada. Afinal, trata-se de uma seleção pouco renovada e com muitas "figurinhas carimbadas" do álbum pessoal do treinador. A chance de o Brasil superar essa desconfiança será nesta quarta-feira (14), às 21h30, contra a Bolívia, no Morumbi, pela primeira rodada da Copa América.

A partida marca o retorno do Brasil como sede da principal competição do continente. E fazia 30 anos que o país não sediava a disputa - a última vez havia sido em 1989, com o próprio anfitrião se sagrando o vencedor do certame. Pode ser a chance de ouro para Tite mostrar que tem condições de prosseguir até a Copa do Mundo de 2022, ou então interromper a passagem que já havia sido prolongada após a eliminação no Mundial do ano passado. 

Os dois últimos resultados foram contra adversários considerados inferiores - vitórias contra o Qatar e Honduras. Nem mesmo o adversário desta quarta-feira é uma equipe tradicional do futebol sul-americano - a Bolívia não disputa uma Copa do Mundo desde 1994 -, mas vale tudo para Tite dar uma melhor impressão para a torcida brasileira.

O que diz o treinador

O Brasil terá que superar a ausência de Neymar para a Copa América, pois o jogador se lesionou durante o amistoso preparatório contra o Qatar. Mas o treinador garantiu que não será uma ausência sentida, embora o atacante seja o principal nome do futebol brasileiro na atualidade.

"O Neymar se fala mais aqui do que lá dentro. Lá dentro o trabalho é voltado para nossa preparação", disse o treinador, que desejou melhoras ao atleta. "Torço para saúde dele. Muito. Que tenha saúde, luz e que possa recuperar".

O meia Casemiro também garantiu que a equipe seguirá forte mesmo sem Neymar. “O Brasil, independente da competição que entrar, é favorito e é obrigado a jogar bem e a vencer. Mesmo sem Neymar, a principal estrela, continuamos muito fortes. É uma equipe sólida”, declarou.

Escalação

Outra ausência é a do meia Arthur, que chegou a ficar fora dos últimos treinos devido a problemas físicos. O jogador está se recuperando e não será cortado, mas o treinador pouará o atleta da estreia.

Para o duelo desta sexta-feira, Tite deve apostar no trio formado por Roberto Firmino, Richarlison e David Neres para buscar os gols da vitória.

Adversário

O principal nome da Bolívia é o atacante Marcelo Moreno, que já pasosu por clubes como Grêmio e Flamengo.  Outro nome que chama a atenção é o de Alejandro Chumacero, ídolo do The Strongest e que teve uma curta passagem pelo Sport. Atualmente,. o jogador encontra-se no Puebla, do México.

FICHA TÉCNICA
BRASIL X BOLÍVIA

Local: Morumbi, em São Paulo (SP)
Árbitro: Nestor Pitana (Argentina)
Assistentes: Hernán Maidana (Argentina) e Juan Belatti (Argentina)
VAR: Patrício Loustau (Argentina)

BRASIL: Alisson; Daniel Alves, Marquinhos, Thiago Silva e Filipe Luís; Casemiro, Allan e Philippe Coutinho; Richarlison, Roberto Firmino e David Neres. Técnico: Tite

BOLÍVIA: Carlos Lampe; Diego Bejarano, Luis Haquin, Adrián Jusino e Marvin Bejarano; Leonel Justiniano, Fernando Saucedo, Raùl Castro e Erwin Saavedra; Alejandro Chumacero e Marcelo Moreno. Técnico: Eduardo Villegas

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: