Quarta, 30 de Setembro de 2020

O Repórter

Triathlon Internacional de Santos define vencedores da edição 2020

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Redação... - 09 de fevereiro de 2020 às 21:55 (Atualizada em 09 de fevereiro de 2020 às 23:42)
Fernanda Paradizo / Norte MKT
Luisa Baptista venceu a disputa feminina

SANTOS, SP (OREPORTER.COM) - A 29ª edição do Triathlon Internacional de Santos foi realizada na manhã deste domingo (29). Trazendo representantes de sete países - Brasil, Argentina, Uruguai, Japão, Cazaquistão, Luxemburgo e Filipinas -, a disputa teve vencedores locais com os triunfos de Manoel Messias e Luísa Baptista, ambos já classificados para os Jogos Olímpicos de Tóquio.

Manoel Messias completou os 750 metros de natação, 20 km de ciclismo (4 voltas de 5 km) e 5 km de corrida (4 voltas de 1,25 km) em 59min52, único abaixo de uma hora. Em seguida, completaram o top 5 Miguel Hidalgo, o argentino Luciano Taccone, campeão no ano passado, Kaue Willy, os três na casa de 1h00min, e Ayan Beisenbayev, do Casaquistão, em 1h01min17.

"Este ano foi bem legal o Triathlon de Santos. Tudo bem sinalizado e estrutura realmente bacana. Consegui assumir a liderança no início da corrida e fui ampliando aos poucos. Me senti bem na metade final da corrida e estou bem feliz com o resultado", disse. 

Entre as mulheres, a decisão acabou tendo maior equilíbrio. Pouco mais de dez segundos separaram a campeã, Luísa Baptista (1h03min38), da terceira colocada, a brasileira Djenyfer Arnold (1h03min49). O top 3 teve ainda a argentina Romina Biagioli, que travou uma bonita disputa com Luísa, concluindo sua prova em 1h03min44. A japonesa Juri Ide e a brasileira Luma Guillen completaram o pódio.

"A Romina é minha parceira de treino em São Carlos, além de ter sido adversária aqui na prova. Importante isso, usar a força uma da outra para evoluir. Aqui em Santos foi um desafio a mais, porque ela ficou na minha cola o tempo todo. Sabia que se deixasse para o último quilômetro ela poderia me apertar. Foi um jogo mental, repleto de ataques e acho que no final prevaleceu minha experiência, porque foi minha sétima vez nesta competição. Vantagem que eu sabia poder usar caso precisasse", contou Luísa, que havia sido campeã em Santos em 2015.

Antes das disputas de elite, os triatletas amadores estiveram na disputa, percorrendo1,5 km de natação, 40 km no ciclismo e 10 km na corrida. Os mais rápidos entre os amadores foram Daniel Ruman (2h00min10), da categoria de 30 a 34 anos, Emerson Gomes (2h00min38), da 45 a 49, e Paulo Puccinelli (2h02min58), da 30 a 34.

Entre as mulheres, a mais rápida das amadoras foi Mariana Penatti, que concluiu as três modalidades em 2h17min04, na categoria 30 a 34. O top 3 geral do feminino teve outras duas triatletas da categoria de Mariana: Patrícia Mendes e Marina Jacob, em 2h20min42 e 2h24min44, respectivamente. 

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: