Quinta, 16 de Julho de 2020

O Repórter

Tribunal coloca Uber na Itália em administração judicial

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Redação - 29 de maio de 2020 às 14:10 (Atualizada em 29 de maio de 2020 às 14:12)
ANSA
Uber é alvo de investigação na Itália

MILÃO (ANSA) - O Tribunal de Milão, norte da Itália, determinou nesta sexta-feira (29) a administração judicial temporária da Uber Italy, filial local da empresa americana e que é investigada por suspeita de exploração de entregadores.

O caso diz respeito ao serviço de entrega de comida Uber Eats, que é alvo de um inquérito conduzido pela Guarda de Finanças da Itália e coordenado pelos procuradores Alessandra Dolci e Paolo Storari.

A hipótese do Ministério Público é de enquadramento no artigo 603-bis do Código Penal, que trata de intermediação ilícita e exploração do trabalho. De acordo com o inquérito, entregadores não estariam ligados à Uber Eats, mas sim a duas empresas de intermediação e logística.

No decreto que estabelece a administração judicial da Uber Italy, os juízes do Tribunal de Milão dizem que a empresa usava intermediários para conseguir mão de obra e teria explorado migrantes provenientes de "contextos de guerra", "solicitantes de refúgio" e pessoas em "situação de necessidade".

"Meu pagamento era sempre de três euros por entrega, independentemente do dia e da hora", disse uma testemunha que trabalhava para o Uber Eats. Segundo a decisão judicial, essa situação se agravou durante a quarentena imposta pela pandemia do novo coronavírus, quando restaurantes passaram a funcionar apenas por delivery.

A companhia ainda não se pronunciou sobre a decisão do Tribunal de Milão. (ANSA)

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: